X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Motorista atropela e mata mãe e filha no acostamento e foge

Menina de 13 anos e sua mãe foram mortas na região do Caparaó

Alessandro de Paula | 24/01/2022 14:35 h

Moradores de Ibitirama, na Região do Caparaó, fecharam uma rodovia do município em protesto contra um atropelamento neste final de semana que matou uma menina de 13 anos e sua mãe de 44 anos.

Morreram no acidente Ellen Jessica Coimbra Rocha e a mãe Maria José Coimbra Rocha, 44, que estavam no acostamento da rodovia. Um homem de 55 anos, pai e Ellen e marido de Maria José, também foi atingido e levado para o hospital.

A batida ocorreu por volta de 19h30 de domingo (23), no distrito de São Francisco, zona rural do município.

A Polícia Militar informou que foi acionada e ao chegar ao local encontrou a menina morta, enquanto seus pais estavam sendo atendidos por uma ambulância do Samu.

De acordo com testemunhas, o carro que provocou o acidente foi um Uno de cor preta que seguia no sentido Iúna x Ibitirama. Ainda, segundo as testemunhas, após atingir as vítimas, o motorista fugiu do local sem prestar socorro.

Segundo a PM, Maria José morreu ao dar entrada no pronto-atendimento de Ibitirama.

Seu marido sofreu diversas fraturas. Ele foi atendido inicialmente no pronto-atendimento de Ibitirama e depois transferido para o Hospital Estadual de São José do Calçado. 

Revoltados, moradores do distrito de São Francisco colocaram madeira e atearam fogo, impedindo a passagem de veículos na rodovia. O Corpo de Bombeiros foi acionado, apagou o incêndio e limpou a pista, que foi liberada durante a madrugada.

Na manhã desta segunda-feira (24), moradores retornaram ao local e abriram uma valeta na pista. Eles cobram redutores de velocidade no local.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS