Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Médico morto pelo filho era pastor em igreja na Praia da Costa

| 04/08/2021 12:59 h | Atualizado em 04/08/2021, 20:00

Paulo de Oliveira Cesar e o filho Guilherme Cesar
Paulo de Oliveira Cesar e o filho Guilherme Cesar |  Foto: Reprodução e Reprodução / Instagram

Médico urologista, com consultório no município de Vila Velha e muito querido por seus pacientes, Paulo de Oliveira Cesar, de 68 anos, também era pastor da igreja evangélica Missão Praia da Costa. Paulo e sua mulher, Raquel Heringer Cesar, de 61 anos, foram mortos dentro do apartamento em que eles moravam na Praia da Costa, também em Vila Velha, na madrugada desta quarta-feira (04).

O principal suspeito do crime é o filho do casal, o estudante de medicina Guilherme Heringer Cesar, de 22 anos. Ele tirou a própria vida momentos após o crime.

Paulo Cesar estava na igreja Missão Praia da Costa desde a sua fundação, há 25 anos. "Nós éramos amigos há mais 40 anos. Ele fazia parte do conselho pastoral da igreja e uma pessoa muito querida e respeitada por todos. A Missão está chocada e abalada com este crime", contou o pastor Simonton Araújo, líder da igreja.

Ainda segundo o Pastor Simonton, ainda não há informações sobre culto de despedida ou velório do casal, uma vez a decisão caberá à família.

Paulo Cesar e Raquel foram mortos a facadas. O caso foi descoberto depois que familiares  tentaram - em vão - contato com Guilherme. Eles chamaram um chaveiro e entraram no apartamento da família. No local, foram encontrados os corpos do casal e dizeres e símbolos espalhados pelo apartamento, fazendo referências ao satanismo. Páginas da Bíblia rasgadas e com cinzas em cima, cruzes desenhadas pela casa inteira e até partes de versículos escritos.

Momentos após o crime, Guilherme mandou mensagens a um familiar dizendo que "havia feito uma besteira".

"A Polícia Civil informa que o caso foi registrado como duplo homicídio com uso de arma branca. Segundo informações apuradas por policiais civis do Departamento Especializado de Homicídio e Proteção à Pessoa, o suspeito do duplo homicídio, filho do casal, cometeu suicídio logo após o crime. A arma utilizada no crime foi apreendida e será encaminhada à perícia. Os corpos do casal foram encaminhados para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para serem liberados para os familiares e para ser feito o exame cadavérico", informou a Polícia, por meio de nota.

Obs.: Inicialmente, a informação era a de que o crime teria acontecido em Itapuã, o que foi corrigido mais tarde.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS