X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Mais de 100 roubos por dia nas ruas, casas e comércio do Estado

Foram 10.284 ocorrências registradas nos primeiros três meses deste ano

Júlia Afonso e Taynara Nascimento, do jornal A Tribuna | 12/04/2022 16:48 h

Rodovia José Sette, em Santana, onde criminosos em uma moto assaltaram pessoas que estavam no meio da rua
Rodovia José Sette, em Santana, onde criminosos em uma moto assaltaram pessoas que estavam no meio da rua |  Foto: Fábio Nunes/AT
 

Não é difícil encontrar alguém que já foi assaltado no Espírito Santo. Nas ruas, em casas ou no comércio, o crime tem feito várias vítimas.

Um levantamento feito pela reportagem de A Tribuna apontou que, só nos primeiros três meses deste ano, 10.284 ocorrências de furto e roubo foram registradas no Estado, uma média de 114 por dia. 

Os números são do Painel de Crimes contra o Patrimônio da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp). A ferramenta englobam ocorrências de furto e roubo em ruas, comércios, casas e transportes coletivos. Também é possível saber quantos crimes são praticados através da tecnologia.

O roubo em via pública lidera o ranking com 4.642 ocorrências, entre 1º de janeiro a 31 de março deste ano. O furto em residências ocupa o segundo lugar, com 1.688 ocorrências. O furto em comércios vem em seguida: são 1.388 casos. 

No cenário de violência nas vias públicas, pelo menos cinco vítimas viveram na pele o terror de serem assaltadas no meio da rua, na manhã desta segunda-feira (11): elas tiveram os pertences roubados por criminosos em uma moto, que passaram em pontos de ônibus de Santana, em Cariacica, fazendo um arrastão. 

Os bandidos levaram até marmita de uma das vítimas, que estava a caminho do trabalho. Ela foi abordado no ponto final de Santana. 

Na ocasião, um dos suspeitos, que ocupava a garupa da moto, foi baleado na cabeça. Ninguém soube informar para a polícia como o adolescente, de 17 anos, acabou ferido. Ele foi levado para o hospital. 

Dias

O painel da Sesp também mostra os dias em que mais acontecem furtos e roubos. Terça-feira tem mais crimes: 15,73% das ocorrências são registradas neste dia, seguido de quarta-feira, com 15,09%. Domingo é o dia da semana com menos registros: são 12,61%. 

Em comparação com o mesmo período do ano passado, é possível observar que os índices de furto a transporte coletivo dispararam, com um aumento de 86,87%. O roubo a comércios teve queda: de 466 registros em 2021 foi para 336 em 2022. 

No comparativo entre os meses deste ano, março fica na frente: foram 3.701 registros, seguido de janeiro, com 3.480 ocorrências, e fevereiro, com 3.103.

Cidades mais atingidas com a criminalidade no Estado

Nos três primeiros meses deste ano, Serra foi a campeã de roubos e furtos: 1.947 ocorrências foram registradas no município. No segundo lugar da lista está Vila Velha, com 1.796 registros. 

Vitória ficou em terceiro lugar, com 1.560 ocorrências. Cariacica vem na sequência, com 1.555 furtos e roubos no período. Brejetuba ficou em último lugar, com apenas um registro nos três meses. 

O tipo de crime mais registrado na Serra foi o roubo em via pública, com 1.050 ocorrências em três meses. O furto em estabelecimento comercial ficou em segundo lugar, com 196 registros. 

De acordo com o painel da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), o bairro da Serra com mais furtos e assaltos é Parque Residencial Laranjeiras, com 203 ocorrências.

Em fevereiro deste ano, uma loja de cabelos do bairro foi assaltada e bandidos levaram mais de R$ 400 mil em produtos. Os bandidos chegaram a amarrar as vítimas no banheiro do estabelecimento.


OS NÚMEROS


Roubos e furtos

  • Ao todo, 10.284 ocorrências de furto e roubo foram registradas no Estado, no período de 1º de janeiro a 31 de março deste ano. 
  • São cerca de 114 roubos por dia.
  • O roubo em via pública foi o crime com mais registros no período: foram  4.642 ocorrências.
  • O furto em residências ocupa o segundo lugar, com 1.688 registros. 
  • Em seguida, vem o furto em comércios, com 1.388 casos.

Perigo por dia

  • Terça-feira é o dia com mais registros de furtos e roubos: 15,73% das ocorrências são registradas neste dia.
  • Quarta-feira fica em segundo lugar, com 15,09% dos casos.
  • Domingo é o dia da semana com menos registros: são 12,61%. 

Comparação 

  • Em comparação com o mesmo período do ano passado, os índices de furto a transporte coletivo dispararam, com um aumento de 86,87%. 
  • O roubo a comércios teve queda: de 466 registros em 2021 foi para 336 em 2022.

Cidades

  • Serra foi a campeã de roubos e furtos no Estado, com 1.947 registros nos primeiros três meses do ano.
  • Vila Velha fica em segundo lugar, com 1.796 registros, seguido de Vitóri, que teve 1.560 ocorrências.

Fonte: Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp).

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS