X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Mãe e bebê de 3 meses são achados mortos em apartamento

A jovem, de 23 anos, foi encontrada morta com o filho de 3 meses. O filho dela mais velho, de 1 ano e 10 meses, está desaparecido

Hygino Vasconcellos, da Agência Folhapress | 26/07/2022 15:52 h

Marido da vítima é o suspeito do crime
Marido da vítima é o suspeito do crime |  Foto: Arquivo/AT
 

Uma mulher de 23 anos e o filho de três meses foram encontrados mortos dentro de um apartamento, na manhã desta segunda-feira (25), em Blumenau (SC), a 152,8 km de distância de Florianópolis. Jéssica Mayara Ballock e Théo Pereira foram achados com golpes no pescoço, segundo o delegado Ronnie Esteves, responsável pela investigação. O outro filho do casal, de 1 ano e 10 meses, está desaparecido.

O marido de Jéssica, de 28 anos, é considerado o principal suspeito do crime e ainda não foi localizado -o nome dele não foi divulgado à imprensa.

Os policiais foram até o apartamento após receberem uma ligação, por volta das 10h, de que uma mulher estaria morta no local. Segundo o delegado, não foi feita referência ao bebê. Ao chegarem ao local, os agentes tiveram que arrombar a porta para ter acesso ao imóvel, já que ninguém respondeu.

"Havia bastante sangue no local. A casa estava toda fechada. E a mãe e o filho estavam num quarto, também trancado. A mulher estava no chão, na entrada do quarto, e foi encontrada primeiro. Só depois que foi localizado o bebê em cima da cama do casal", conta o delegado.

Uma faca com sangue foi encontrada no imóvel e recolhida para perícia. A polícia aguarda ainda o laudo de necropsia dos corpos sob responsabilidade do Instituto Médico Legal (IML).

Devido aos indícios no local, o delegado acredita que mãe e filho foram mortos entre a noite de sábado (23) e a madrugada de domingo (24). No sábado, a família foi até a casa do pai de Jéssica e só saiu à noite. Segundo o delegado, o suspeito não esboçou comportamento anormal.

O delegado não descarta a possibilidade de que a ligação feita na segunda (25) - avisando que uma mulher estava morta no apartamento - tenha partido do próprio suspeito.

Ainda não se sabe a motivação para o crime. O casal estava junto havia quatro anos, segundo relato do pai de Jéssica à polícia.

EM CASO DE VIOLÊNCIA, DENUNCIE

Ao presenciar um episódio de agressão contra mulheres, ligue para 190 e denuncie.

Casos de violência doméstica são, na maior parte das vezes, cometidos por parceiros ou ex-companheiros das mulheres, mas a Lei Maria da Penha também pode ser aplicada em agressões cometidas por familiares.

Também é possível realizar denúncias pelo número 180 -Central de Atendimento à Mulher- e do Disque 100, que apura violações aos direitos humanos.

Há ainda o aplicativo Direitos Humanos Brasil e através da página da Ouvidoria Nacional de Diretos Humanos (ONDH) do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Vítimas de violência doméstica podem fazer a denúncia em até seis meses.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS