Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

João de Deus é condenado a mais quatro anos de prisão por crimes sexuais

A reportagem entrou em contato com a defesa de João de Deus, que não havia se manifestado até a última atualização desta reportagem.

Agência Folhapress | 31/01/2022 20:20 h

João de Deus
João de Deus |  Foto: Renata Costa/TV Anhanguera
 

Em prisão domiciliar, o autodenominado médium conhecido como "João de Deus" foi condenado hoje a mais quatro anos de prisão por violação sexual mediante fraude. A defesa pode recorrer da sentença.

A condenação deve-se a crime ocorrido em 2018, em que foi vítima uma mulher. Segundo a determinação do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, o falso médium deve indenizar a vítima em R$ 20.000 por danos morais.

A reportagem entrou em contato com a defesa de João de Deus, que não havia se manifestado até a última atualização desta reportagem.

O autodenominado médium foi condenado a mais de cem anos de prisão, sendo essa a sexta pena imputado a João de Deus –a quinta por crimes sexuais durante atendimentos em Abadiânia de Goiás.

Veja o histórico das condenações anteriores:

  • Posse ilegal de arma de fogo e posse de arma de uso restrito: 3 anos de reclusão;
  • Violação sexual e estupro de vulnerável: 19 anos e 4 meses de reclusão;
  • Estupros cometidos contra cinco mulheres: 40 anos de reclusão;
  • Violação sexual em 10 casos, dos quais nove foram recusados: 2 anos e 6 meses de reclusão;
  • Estupro e estupro de vulnerável: a 44 anos e 6 meses de prisão.
Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS