Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Investigador mata a mulher e depois é morto em troca de tiros com militares

| 10/10/2020 20:21 h | Atualizado em 10/10/2020, 20:46

Um investigador da Polícia Civil foi morto em confronto com policiais militares na noite de sexta-feira (9), em Belo Horizonte (MG), depois de assassinar a própria esposa a tiros e tentar fugir em alta velocidade pelas ruas da capital mineira. O suspeito foi identificado como Vinicius Oliveira da Silva, de 36 anos. 

O crime foi publicado pelo site UOL. De acordo com o portal, testemunhas relataram que o investigador e a esposa, Jociane de Souza Borges, de 40, estavam em um bar quando começaram a discutir e, minutos depois, foram para o lado de fora do estabelecimento. O suspeito teria empurrado a vítima contra um muro e populares tentaram impedir mais agressões. No entanto, neste momento, ele sacou a arma e efetuou disparos.

Jociane foi atingida por pelo menos dois disparos na região do tórax. Houve tentativa de socorrê-la, porém, ela não resistiu aos ferimentos.

Um dos tiros disparados pelo investigador atingiu um homem que estava no bar. No entanto, a bala parou no celular que o cliente segurava. Ele acabou com ferimentos leves nas mãos.

Depois de matar a esposa, Vinicius entrou no carro e fugiu em alta velocidade pelas ruas da capital. A Polícia Militar iniciou uma perseguição ao suspeito, que perdeu o controle do carro e bateu. Entretanto, os militares informaram que ele deixou o veículo atirando. 

Houve troca de tiros e o investigador da PC acabou ferido. Ele chegou a ser socorrido a um hospital, mas morreu em seguida. O casal tinha um filho, de 3 anos.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS