Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Homem é preso suspeito de revender motos roubadas pela internet

O suspeito foi preso em flagrante tentando vender motos com restrição de furto e roubo

Redação Tribuna Online | 07/01/2022 16:05 h

Moto com restrição de furto e roubo
Moto com restrição de furto e roubo |  Foto: Divulgação / Polícia Civil
 

Um homem, de 26 anos, foi preso em flagrante ao tentar revender pela internet motos com restrição de furto e roubo, no distrito de Santa Maria, zona rural de Boa Esperança, no Noroeste do Estado.

A prisão foi feita pela equipe da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Nova Venécia, com o apoio de investigadores da Delegacia de Polícia de Boa Esperança, na segunda-feira (3).

“A investigação teve início a partir do registro de Boletim de Ocorrência por parte de uma vítima, que viu a própria moto, que foi furtada, sendo anunciada em uma rede social. Imediatamente, nossos policiais iniciaram diligências com o objetivo de identificar o anunciante”, explicou o delegado Wilian Dobrovosk, responsável pela investigação.

Com a investigação, os policiais constataram que aquela não era a única moto roubada ofertada pelo suspeito na internet. O mesmo homem oferecia outra motocicleta, que tinha sido furtada no bairro Laranjeiras, na Serra, e utilizava um termo comum entre os receptadores de veículos roubados. Ele oferecia as motos indicando que seriam “para roça”, expressão utilizada para indicar que o veículo é roubado ou tem pendências administrativas que impedem a transferência de propriedade. 

Os policiais realizaram diligências e localizaram o suspeito e esta segunda moto no distrito de Santa Maria, dando voz de prisão imediatamente. Ele foi conduzido à delegacia e autuado em flagrante pelo crime de receptação qualificada, sendo encaminhado ao sistema prisional. Em Audiência de Custódia, o Poder Judiciário manteve a prisão.

O homem alegou que a motocicleta do denunciante, que deu início à investigação, já tinha sido vendida. Agora, as investigações seguem em andamento para identificar outros veículos com restrição que podem ter sido revendidos pelo suspeito, bem como apurar outros crimes patrimoniais nos quais ele pode estar envolvido.

O delegado destacou que a vítima adotou o procedimento correto ao acionar a polícia quando localizou a moto na internet. “Muitas vezes, na tentativa de reaver o bem e sair do prejuízo, as pessoas tentam, sozinhas, marcar encontros com os criminosos, o que é muito perigoso pois não sabemos quem está do outro lado. Orientamos que quem passar por este tipo de situação se dirija à delegacia mais próxima e registre o Boletim de Ocorrência. Assim, a Polícia tem condições de procurar o bem subtraído e realizar prisões como esta”, orientou Dobrovosk.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS