X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Homem é preso após invadir casa e tentar estuprar idosa

O acusado foi autuado por invasão a residência e por importunação sexual

Taynara Nascimento, do jornal A Tribuna | 17/07/2022 17:09 h

-
- |  Foto: A Tribuna
  

Um ajudante de chapa, de 40 anos, foi preso após invadir a casa da vizinha, uma idosa de 67 anos, para tentar estuprá-la, no bairro Serramar, na Serra. O caso aconteceu no último sábado (16). Na delegacia, o acusado foi autuado por invasão a residência e por importunação sexual. 

Segundo a Polícia Militar, uma guarnição foi acionada porque um grupo de homens estaria agredindo o ajudante de chapa com pauladas e chutes. Ao chegar no local, a equipe fez contato com a vítima da tentativa de estupro e o marido dela. 

Aos militares, o casal informou que o acusado teria invadido sua residência com o intuito de estuprar a mulher e, que inclusive, não seria a primeira vez já que já foram feitos dois boletins de ocorrência contra o homem na delegacia. Além disso, informaram também que dessa vez o estupro só não foi consumado devido a intervenção de populares que socorreram o casal, retirando o suspeito de sua casa.

Ao perceber a chegada da polícia ao local, o ajudante de chapa se escondeu na casa da mãe que fica ao lado da casa da vítima. Ao entrar no referido quintal, o suspeito se entregou à polícia sem resistência e foi algemado. 

Durante a condução para a delegacia, o esposo da idosa veio a se sentir mal e desmaiou na viatura sendo socorrido de imediato para a Unidade de Pronto Atendimento de Castelândia, também na Serra. 

Como o ajudante de chapa também estava com lesões decorrentes do confronto com os populares, o mesmo foi socorrido para a mesma unidade, sendo atendido e liberado em seguida. 

Após atendimento médico, todos foram conduzidos ao Plantão Especializado de Atendimento à Mulher (Pem). Lá, o conduzido disse que é usuário de drogas e fazia uso do entorpecente próximo ao muro que divide a casa do acusado e da vítima. Em determinado momento, o ajudante de chapa disse que passou a ser observado pelo casal, por meio de um buraco. 

Ainda em depoimento, o acusado disse que chegou a colocar as partes intimas no buraco do muro para que o casal fizesse sexo oral com ele, mas teria se sentido mal por isso.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS