X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Homem é encontrado morto em cima da própria cama em Vitória

| 10/08/2021 15:28 h | Atualizado em 10/08/2021, 15:41

Fábio Carvalho Oliveira foi encontrado morto
Fábio Carvalho Oliveira foi encontrado morto |  Foto: Reprodução
Morto a tesouradas dentro da própria casa, em cima da cama. Foi assim que o corpo do supervisor de uma empresa de logística, Fábio Carvalho Oliveira, de 40 anos, foi encontrado, na noite de segunda-feira (9). Tudo indica que a vítima, que morava no bairro Redenção, em Vitória, foi morta entre a noite de sexta e madrugada de sábado.

O crime foi descoberto depois que vizinhos de Fábio começaram a sentir um mau cheiro vindo da quitinete dele. “Outro morador comentou que também estava vendo muitas moscas varejeiras, e começaram a desconfiar de que ele estava morto lá dentro”, lembrou uma dona de casa, de 44 anos, sem se identificar.

Os vizinhos chamaram a polícia, mas, como a casa estava trancada, eles acionaram um parente para que pudessem entrar. De acordo com o Boletim de Ocorrência, só quando o cunhado da vítima chegou, à noite, é que a casa foi aberta.

A chave estava jogada num tapete entre a grade do portão e a entrada da casa. Eles conseguiram pegar e abrir, acompanhados do cunhado. No quarto, os policiais encontraram o corpo de Fábio, já em avançado estado de decomposição, em cima da cama, coberto por uma manta.

Quando a perícia chegou, encontrou quatro perfurações no tórax do supervisor. No local, eles acharam também a arma do crime: uma tesoura suja de sangue. A vítima estava irreconhecível, mas o parente conseguiu identificá-la através das tatuagens que ela tinha pelo corpo.

Depois de descobrirem o crime, os vizinhos ficaram assustados. Eles disseram que não ouviram nenhum grito ou barulho. “Ninguém viu nada, estamos muito preocupados. O Fábio era uma pessoa que trabalhava, trazia muita gente para cá, às vezes conhecidos mas também gente estranha”, afirmou a dona de casa.

Ainda não se sabe a motivação para o crime, mas, de acordo com moradores do bairro, Fábio já tinha recebido ameaças. “Há uns 2 meses meu marido e outra vizinha também ouviu um homem que veio aqui de madrugada gritando por ele, falando que ia matar”, revelou uma operadora de caixa, de 23 anos.

Além disso, outra vizinha relatou que a vítima já tinha tido problemas com algumas pessoas no bairro, por expor com quem ele se relacionava. “Se ele ficasse com algum homem, ele falava, apontava o dedo, dava em cima de homens casados. As pessoas foram ficando chateadas com isso”, contou uma estudante, de 20 anos, sem se identificar.

A polícia está investigando o crime. Na casa da vítima havia câmeras, que podem ajudar a identificar os suspeitos.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS