Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Homem compra documento falso por R$ 250 para abrir contas em bancos

O suspeito foi preso em flagrante quando tentava aplicar o golpe em uma agência bancária de Vitória

Jaciele Siimoura | 01/02/2022 18:13 h | Atualizado em 01/02/2022, 18:14

Imagem ilustrativa da imagem Homem compra documento falso por R$ 250 para abrir contas em bancos
 

Um homem, de 52 anos, foi preso em flagrante no momento em que se dirigia a um banco solicitando aumento no limite da conta, mediante a utilização de documento falso. A prisão ocorreu no dia 27 de janeiro e foi divulgada nesta terça-feira pela Polícia Civil.

A prisão ocorreu após investigações da Delegacia de Defraudações (DEFA), nas proximidades de uma agência bancária localizada na Reta da Penha, em Vitória. As investigações indicam que o autuado adquiriu o documento falso pela quantia de R$ 250 e pretendia abrir contas em diversos bancos da Grande Vitória e com isso conseguir empréstimos, cartões de créditos e financiamentos em nome da vítima. 

“Chegamos a ele após o banco suspeitar da atitude do homem. Ao ser abordado, ele usou os documentos falsos para manter a farsa. Esses documentos eram usados para abrir a conta no banco e ele queria aumentar o limite do cheque especial e do cartão, para gastar o máximo que podia sem ser responsabilizado. Acreditamos que ele iria alugar essa conta para criminosos, o que chamamos de conta hospedeiro, que é só para o dinheiro entrar”, explicou o titular da DEFA, delegado Douglas Vieira.

Ainda de acordo com o delegado, o documento usado pelo homem é de uma pessoa que tem um emprego com ótimo salário e que isso facilitaria para o acusado usar os limites disponibilizados pelo banco.

O delegado alerta para os cuidados na hora de compartilhar dados privados com outras pessoas e também com golpes que são aplicados para roubar esses dados com intuito de criar falsos documentos com o nome de vítimas.

“Eles conseguem dados de várias formas, seja ligando para a vítima, mencionando que o cadastro está desatualizado. Outras vezes, ofertam empregos, onde pegam currículos e documentos. O mesmo documento que o bando pede, eles pedem. Depois pegam esses documentos e abrem contas nessas agências”, alertou Douglas Vieira.

O suspeito foi autuado pelo crime de uso de documento falso e irá responder pelos crimes de estelionato e de falsidade ideológica por meio de inquérito policial. Ele foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana (CTV).

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS