X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Hackers tentam invadir sistema de prefeitura do ES

Ataque teria empregado mais de 100 mil tentativas de invasão em poucos segundos


Hackers tentaram invadir o sistema de gestão da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, na região Sul do Estado. A ação aconteceu na noite de terça-feira (13), mas foi neutralizada pela equipe da Coordenadoria Municipal Executiva de Tecnologia de Informação (CTI) 

A informação foi divulgada no final da tarde desta quarta-feira (14) pela assessoria de imprensa do município. O ataque hacker teria empregado mais de 100 mil tentativas de invasão em poucos segundos, que foram prontamente bloqueadas pelas equipes da CTI.

De acordo com o coordenador do setor, Elcio Sá Neto, a resposta rápida contra o ataque foi essencial para garantir a integridade dos registros nos servidores da Prefeitura, reafirmando o compromisso com a segurança de dados.

“Tão logo detectada a ameaça, iniciamos os procedimentos para garantir a integridade dos dados dos nossos servidores, e conseguimos rechaçar a ameaça. O sucesso dessa operação se deve, principalmente, à capacidade técnica de nossa equipe e aos investimentos feitos em tecnologia pela atual gestão, principalmente na parte de segurança”, destacou.

O coordenador reafirmou que não houve qualquer tipo de vazamento de dados ou instabilidade nos sistemas da prefeitura. 

“Uma vez impedida, a tentativa de invasão não ocasionou danos à integridade de nossos sistemas, que estão em pleno funcionamento, sob vigilância em tempo integral”, concluiu.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: