X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Grupos criminosos se unem para promover ataques e matar rivais em Vila Velha

| 18/03/2021 18:56 h | Atualizado em 18/03/2021, 19:22

Investigações levaram a Polícia Civil descobriram um “consórcio do crime” na Grande Santa Rita para eliminar rivais
Investigações levaram a Polícia Civil descobriram um “consórcio do crime” na Grande Santa Rita para eliminar rivais |  Foto: Divulgação

A investigação de um um duplo homicídio e uma dupla tentativa de homicídio, levou a Polícia Civil a descobrir um “consórcio do crime”, na Grande Santa Rita, região que compõe um conglomerado de bairros no município canela-verde. Segundo a polícia, sete grupos criminosos se uniram para eliminar rivais. Para isso, eles promoviam ataques e matavam os adversários.

O inquérito policial do crime, que ocorreu no dia 16 de setembro, em Santa Rita, apontou que os homicídios têm ligação direta com a disputa de grupos criminosos pelo domínio do tráfico na Grande Santa Rita.

As investigações identificaram três pessoas como executores do crime, sendo dois maiores e um adolescente de 17 anos. Os dois maiores foram presos no decorrer das investigações. Os alvos do ataque foram identificados como integrantes de outro grupo rival.

“As vítimas se encontravam em uma residência, se aproveitando dessa situação de distração, os executores se dirigiram até o local e atiraram contra as pessoas dentro da casa. Duas pessoas morreram e outras duas conseguiram correr”, disse o adjunto da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vila Velha, delegado Daniel Belchior.

Ainda segundo a investigação, os atiradores agiram sob o comando de sete indivíduos, cada um considerado líder de um dos grupos criminosos que compõem o ‘consórcio do crime’.

“Com base nas informações que coletamos ao longo da investigação, conseguimos identificar que essa aliança foi formada pelos líderes, com intuito que seus subordinados fizessem a defesa do domínio territorial de drogas na região. A Grande Santa Rita é um conglomerado de bairro, onde cada ponto tem seu líder, que juntos entenderam que seria mais fácil eliminar seus desafetos unidos”, explicou o delegado.

Todos os envolvidos foram indiciados por duplo homicídio qualificado e dupla tentativa de homicídio qualificada, além de corrupção de menores. Os que foram detidos por envolvimento no crime e no grupo criminoso foram Charlles Alves de Azevedo, Mateus da Silva Santos, Gleicimar Carvalho de Paula, Rodrigo de Almeida Silva, Anderson Viana do Nascimento, Maycon dos Santos e Margleydson Ferreira de Oliveira.

Além deles, outros dois, que se encontram foragidos, têm mandado de prisão em aberto e podem ser presos por qualquer órgão de segurança. São eles: Jackson dos Santos Sodré e Deivid de Oliveira Silva.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS