X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Grávida é ameaçada com facão por vizinha em Vila Velha

| 22/03/2021 20:37 h

Delegacia de Vila Velha, onde golpe foi registrado.
Delegacia de Vila Velha, onde golpe foi registrado. |  Foto: Thiago Coutinho - 01/01/2020

Uma grávida de sete meses foi ameaçada com um facão e diz ter sofrido racismo, por uma vizinha. O marido, um inspetor penitenciário, de 37 anos, também foi ameaçado ao tentar defendê-la. O caso aconteceu no início da noite deste domingo (21), em Ilha das Flores, Vila Velha. Após chamar a polícia, o casal ainda foi ameaçado pelo pai da acusada, que estava armado.

Tudo começou quando a filha do casal precisou do notebook para estudar e pediu ao tio, que também é inspetor penitenciário e mora na mesma rua. A grávida foi até casa buscar, mas ao retornar, escorregou uma poça d’água que havia formado na rua.

“A vizinha tem uma ligação clandestina de água e, por conta disso, todos os dias a rua enche de água e fica uma lama. Minha esposa grávida escorregou por conta dessa água e quando foi reclamar, essa mulher começou a xingá-la, com nomes ofensivos e racistas”, contou o servidor.

O marido, que estava dentro de casa, ouviu a discussão e foi atrás da companheira. Ao chegar no local da discussão, percebeu que a acusada havia entrado dentro de casa e saído com um facão em direção a sua esposa. Neste momento, ele entrou na frente da mulher para impedi-la de ferir a grávida e ela parou.

O marido da vizinha a buscou e a levou para dentro de casa. No entanto, a discussão continuou com a acusada fazendo ameaças ao inspetor. O homem decidiu acionar o Ciodes (190), só que antes da polícia chegar, o pai da suspeita, que seria ex-policial, chegou no local, entrou na casa da filha e saiu armado em direção ao inspetor.

“A esposa dele o segurou para que ele não fizesse nada. A polícia chegou, ele guardou a arma, subiu na moto e, antes de fugir, ainda jogou a moto em cima do meu irmão que veio me ajudar e deu um soco nele”, disse o inspetor.

Eles foram orientados a ir na delegacia registrar ocorrência, mas enquanto estava na Delegacia Regional de Vila Velha, o pai da acusada retornou ao local juntamente com outros homens e ameaçaram a família do inspetor. Novamente a polícia foi acionada, que orientou aos envolvidos que registrassem uma ocorrência.

“Ontem (domingo) minha esposa se sentiu mal, precisou ficar de repouso. Ela ficou com medo de fazer alguma coisa. Ficamos vulneráveis, não sabemos o que está passando na cabeça deles”, relatou.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS