Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Faxineiro do Exército é preso suspeito de planejar ataque a Bolsonaro

| 02/12/2019 15:17 h | Atualizado em 02/12/2019, 22:17

Um jovem de 25 anos, que trabalhava como faxineiro em uma empresa terceirizada pelo Exército em Três Corações, no Sul de Minas Gerais, foi detido, na manhã da última sexta-feira (29), por divulgar vídeos nas redes sociais fazendo ameaças ao presidente Jair Bolsonaro. A prisão aconteceu às vésperas de uma solenidade na Escola de Sargentos das Armas.

As informações são do Jornal O Tempo.

Em vídeos no Instagram, o jovem publicou os passos de um plano para assassinar o presidente, que participou da cerimônia.

No dia do evento, o jovem chegou a ir até o quartel onde acontecia o evento, mas foi reconhecido por uma pessoa que conhecia seus vídeos e fotos da rede social. O jovem foi abordado sobre qual seria o seu objetivo ali. Assustado, ele voltou para casa, onde foi preso por policiais após denúncia.

Em um dos vídeos, o suspeito contou que estava "analisando toda a situação, toda a área, para poder bolar o seu plano". Em outro trecho, ele disse que "na hora que o presidente chegasse, iria acertar ele".

À Polícia, o suspeito contou que fez as fotos e vídeos por "inconformismo político" e que a postura era uma ironia.

O jovem será investigado pela Polícia Federal por crime contra a segurança nacional, cuja pena se estende entre 3 e 10 anos de reclusão.

Durante a madrugada, o presidente fez uma transmissão ao vivo em suas redes sociais
Durante a madrugada, o presidente fez uma transmissão ao vivo em suas redes sociais |  Foto: Reprodução/ Facebook Jair Messias Bolsonaro
Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS