X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Empresário é investigado por operação que apura “laranjas” e lavagem de dinheiro

| 02/12/2019 10:34 h | Atualizado em 02/12/2019, 18:26

Um empresário do ramo supermercadista é investigado pela Operação Blindagem, do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES). A suspeita é de que ele estaria utilizando “laranjas” para constituir empresas.

De acordo com o MPES, “também há indícios de que essas empresas sejam utilizadas para ‘lavagem de dinheiro’, de forma que os recursos ilícitos fruto de sonegação fiscal se misturam aos valores lícitos advindos da atividade comercial, sendo posteriormente integrados ao patrimônio do principal beneficiário”.

São cumpridos mandados de busca e apreensão em empresas e casas
São cumpridos mandados de busca e apreensão em empresas e casas |  Foto: Divulgação/ MPES

Segundo as investigações, “quando as empresas acumulam dívidas que inviabilizam o funcionamento, são abandonadas, sendo sucedidas por outras, que assumem as operações, os clientes, os pontos comerciais e, até mesmo, o nome comercial que ostentam nas fachadas. Essa prática tem por objetivo principal lesar credores (em especial o Fisco)”.

Estão sendo cumpridos nove mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Juízo da 2ª Vara Criminal de Cariacica, nas empresas e casas do empresário e de outros investigados.

“Também foi deferido judicialmente o sequestro de 15 veículos, sendo 4 de alto padrão, e de 23 imóveis, com o objetivo de assegurar a reparação de ao menos parte dos danos causados ao erário público estadual, já que os débitos tributários constituídos chegam a R$ 22.952.430,97”, informou o MPES.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS