X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Dona de cartório clandestino é presa após realizar 300 casamentos sem validade

| 06/02/2020 09:45 h | Atualizado em 06/02/2020, 10:11

Acusada celebrava cerimônias religiosas e entregava certidões falsas aos casais.
Acusada celebrava cerimônias religiosas e entregava certidões falsas aos casais. |  Foto: Reprodução/Facebook
A Polícia Civil prendeu em flagrante a proprietária de um cartório clandestino que realizava casamentos desde 2013 e entregava certidões falsas aos casais.

O falso cartório cobrava R$ 600 reais pela cerimônia religiosa, sem efeitos legais. A investigação durou três meses e teve início após casais procurarem delegacias do estado para registrar denúncias de casamentos falsos.

De acordo com a investigação, Myrian Maria de Souza Marins mantinha a sede do cartório cuja razão social era "Organização Religiosa Ministério Novo Céu Nova Terra" em Oswaldo Cruz, na Zona Norte do Rio. A mulher e funcionários atuavam em filiais, uma delas no centro de São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

Os investigados vão responder por estelionato, uso de insígna ou brasão da república sem autorização e associação criminosa. As penas podem passar de 15 anos de prisão.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS