Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Dez lojas são assaltadas por dia na Grande Vitória

| 09/08/2021 15:22 h | Atualizado em 09/08/2021, 15:37

Comerciantes e lojistas estão cada vez mais sendo vítimas de assaltos no Estado. Só na Grande Vitória, pelo menos dez lojas são assaltadas todos os dias, segundo dados da Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Ao todo, foram 1.886 assaltos em 181 dias, de janeiro a junho deste ano, na Grande Vitória. Sendo 522 em Vitória, 455 em Vila Velha, 453 na Serra, 292 em Cariacica, 130 em Guarapari e apenas 34 em Viana.

Ainda segundo os dados, a região do Estado que mais teve aumento no número de assaltos no comércio foi a Norte, com 18% de crescimento, sendo um total de 447, no mesmo período deste ano, contra apenas 380 no ano anterior.

De acordo com o professor de Direito Penal e especialista em Segurança Pública Raphael Pereira, a modalidade dos crimes contra o patrimônio costuma ter um aumento quando o Estado ou o País passa por crise financeira.

“Em relação às medidas preventivas, temos que ter em mente que nenhuma é integralmente capaz de evitar 100% dos delitos, mas isso não significa que não se deve investir. Há opções mais em conta, como objetos cortantes em muros, até os mais caros, como videomonitoramento”, ressaltou.

Ainda segundo o especialista, o comerciante também deve se atentar na contratação de funcionários, uma vez que, segundo ele, muitos desses assaltos são orquestrados ou praticados por ex ou atuais funcionários.

Já o especialista em segurança pública Rogerio Fernandes Lima acredita que o comércio passa por momentos difíceis com prejuízos em razão da pandemia, seja com o fechamento dos estabelecimentos e ou com a diminuição das vendas por causa do isolamento social.

Outro problema, segundo Rogério, são os ataques de criminosos – furtos e roubos. Nem mesmo o aparato de vigilância nas lojas tem conseguido impedir que esses crimes ocorram.

Para enfrentar esse cenário é importante uma ação conjunto de comerciantes, comunidade e agências de segurança pública, sendo importante o registro de ocorrências para mapeamento dos focos de crime (hotspot) visando à distribuição do policiamento ostensivo e a investigação policial para combater as quadrilhas.


Lojista monta grupo para evitar roubos


César Saade fez investimentos em segurança
César Saade fez investimentos em segurança |  Foto: Dayana Souza/AT

O empresário e presidente da Associação Comercial da Praia do Canto, em Vitória, César Saade, precisou investir em segurança privada e montou um grupo com lojistas para tentar inibir novos assaltos na região.

“A gente paga os impostos para o governo prover serviços básicos como saúde, educação e segurança, mas infelizmente precisamos investir e investir pesado para completar um serviço público insuficiente”, reclamou César.

Ainda segundo o empresário, assaltos são constantes na região, mas câmeras, cercas, seguranças particulares e um grupo nas redes sociais têm ajudado os lojistas no enfrentamento aos furtos e roubos no comércio da Praia do Canto.


Vitória é a cidade com mais casos

A cidade de Vitória ganhou o destaque negativo como o município com o maior número de assaltos do Estado, sendo 522 de janeiro a junho deste ano.

Nesta terça (10), os conselheiros de segurança da Região 5 da capital, juntamente com associações de moradores, se reúnem com o secretário de Estado da Segurança, Alexandre Ramalho, para tratar sobre o assunto.

guardas vão usar celular para identificar IPVA vencido
guardas vão usar celular para identificar IPVA vencido |  Foto: Secretário de Segurança de Vitória, Ícaro Ruginski, mostra celular com aplicativo que vai ajudar na fiscalização. Foto: Leone Iglesias/AT
Já o secretário municipal de Segurança Urbana, Ícaro Ruginsk, que também estará presente na reunião, reforçou que a Guarda tem atuado em todos as regiões da capital, com patrulhamento.

Ainda, segundo o secretário, houve redução de 4,2% no índice de roubos em geral, comparando com o período de janeiro a julho do ano passado.

“Desde o dia 22 de julho, a Ronda Ostensiva Municipal está nas ruas. É um grupo tático operacional que dá apoio às equipes de prevenção, atuando em locais onde há maior incidência de crimes violentos e no combate à criminalidade”.

Prejuízo de mais de R$3 mil após ter loja arrombada

Uma comerciante, de 51 anos, teve um prejuízo que passa dos R$3 mil, após ter a esmalteria arrombada na madrugada do último sábado, na Glória, em Vila Velha.

Na mesma semana, outra comerciante teve o comércio invadido na mesma rua. Na ocasião, bandidos armados renderam funcionários.

A dona da esmalteria disse que o criminoso chegou na madrugada, de bicicleta, e por várias vezes tentou quebrar o portão.

“Ele tentou arrombar aos poucos para não levantar suspeita. Quando realmente conseguiu, entrou, levou a minha televisão e fez o que fez.”

Ainda segundo a comerciante, o suspeito é conhecido por praticar constantes assaltos na região, mas até ontem não havia sido preso.

“Além do prejuízo financeiro, tenho desgaste da família, que tem que ficar revezando até o estrago ser reparado. O triste é que estamos com grande fluxo de cliente e os criminosos não respeitam e chegam até mesmo à luz do dia.”

A dona da loja disse ainda que se preocupa com a segurança das clientes e acompanha cada uma delas na entrada e saída do local.

Por nota, a Polícia Militar disse que faz sua parte por meio do policiamento ostensivo, com objetivo de combater todo tipo de crime em toda a Grande Vitória.

“Diariamente são realizadas operações diversas e simultâneas, como cercos táticos, pontos bases, saturação, blitze, visitas tranquilizadoras e abordagens a pessoas, veículos e coletivos em toda a região”, diz a nota.

Já o secretário de Defesa Social e Trânsito de Vila Velha, Geovanio Ribeiro, disse que a prefeitura tem feito ações para atuar de forma preventiva com projetos como: “Guarda na Comunidade” e “Bairro Azul”.

“Apesar da importância da análise dos dados, infelizmente são estatísticas de casos que já aconteceram. Nossa missão agora é prevenir para que outros não aconteçam. É o que estamos fazendo com esses dois projetos que aproximam a guarda da comunidade. Após a análise, agimos em pontos estratégicos”.

Projeto Guarda na Comunidade
Projeto Guarda na Comunidade |  Foto: Arquivo/AT

Os números


Mais de 3 mil assaltos em todo o Estado

  • Ao todo foram 773 roubos em estabelecimentos comerciais, em todo o Estado, de janeiro a junho deste ano.

  • Somado com o número de furtos, que foram 2.271, o total de lojas assaltadas sobe para 3.044 em todo o Estado.

Região norte tem crescimento de 18%

  • O número de roubos no Norte do Estado subiu de 100 para 118 este ano.

  • Em relação aos furtos, aumentou de 280 para 329 furtos casos neste ano.

  • Ao todo a região Norte registrou 447 assaltos em estabelecimentos comerciais neste ano.

Cidades com mais casos na Grande Vitória

  • Vitória lidera a lista com 522 casos de furtos e roubos, neste ano.

  • Vila Velha teve 455 casos.

  • Na Serra, 453 lojas foram vítimas.

  • Cariacica registrou 292 casos.

  • Guarapari teve 130 ocorrências.

  • Viana teve 34.

Fonte: Sesp.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS