X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

"Descanse em paz, guerreiro!", lamentam colegas de farda de PM morto

| 03/08/2021 17:09 h | Atualizado em 03/08/2021, 18:48

Companheiros de farda lamentaram a morte do soldado Richard Pereira Rocha, de 35 anos, assassinado durante um tiroteio na madrugada desta terça-feira (03), no bairro Shell, em Linhares.

Em uma rede social, o 12° Batalhão da Polícia Militar, onde o soldado atuava, publicou uma mensagem de luto pela perda.

"A família do 12° Batalhão e toda PMES amanheceu de luto. Descanse em paz guerreiro!", disse a nota.



A Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar do Estado do Espírito Santo (ACS PMBM ES), também divulgou uma nota pesar pela morte do policial.

"Um herói que perdeu a vida honrando com bravura seu juramento em proteger e servir a sociedade", disse a associação.

Nas redes sociais, militares publicaram mensagens de pesar pela morte do soldado.

"Meus sentimentos aos familiares e amigos de fardas, descanse em paz, guerreiro", disse um dos comentários. "Triste notícia a perda desse policial. Tão jovem. Meus sentimentos a família", disse outro.

Richard foi velado na Igreja Batista de Linhares na tarde desta terça-feira (03) e sepultado com honras militares no cemitério São José, no mesmo município.

Entenda

Um policial militar morreu na madrugada desta terça-feira (3), durante um tiroteio no bairro Shell, em Linhares, no Norte do Estado. Segundo a polícia, o criminoso que trocou tiro com o PM foi um dos executores do ativista Jonas Soprani, morto no dia 23 de junho.

Segundo a Polícia Militar, militares estavam em um bar comemorando o aniversário de um amigo, quando um homem, identificado como Jhulian Harley, conhecido como Dudu, saiu de um beco, colocou a mão na cintura, sacou uma arma e atirou na direção deles.

O soldado foi atingido na cabeça e morreu horas depois de dar entrada no Hospital Geral de Linhares. Dudu também foi baleado, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O criminoso tinha dois mandados de prisão em aberto, pelo homicídio do ex-candidato Jonas Soprani e por roubos aos comércios da região do Bairro Shell.

LEIA MAIS:

Policial militar morre em troca de tiros com acusado de executar ex-candidato a vereador

Assassino de policial militar tinha dois mandados de prisão

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS