X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Delegado é assaltado em caminhada no calçadão em Vila Velha

| 10/10/2020 20:01 h | Atualizado em 10/10/2020, 21:27

Delegacia Regional de Vila Velha
Delegacia Regional de Vila Velha |  Foto: Taynara Nascimento

Um delegado foi assaltado e teve o celular roubado enquanto caminhava pelo calçadão da orla da Praia de Itaparica, em Vila Velha, na manhã deste sábado (10). Segundo a vítima, os suspeitos do crime são duas travestis.

Em relato enviado à reportagem, o delegado disse que saiu de casa por volta das 8 horas para praticar a atividade física. Cerca de duas horas depois, tempo no qual foi até o início da orla e voltou ao final dela, o delegado parou para conversar com um vendedor de água de coco e gravou um vídeo selfie para postar no grupo da família.

Segundo ele delegado, ao iniciar a caminhada de volta, uma travesti o abordou e disse que a ele que apagasse a filmagem, imaginando que o agente da lei teria filmado ela.

“Eu falei que havia feito uma filmagem selfie e não dela, mas como ela insistia, eu mostrei a filmagem para que ela visse que não a havia filmado. Nesse momento, ela agarrou o meu celular e tentou subtraí-lo, momento em que eu falei que era policial e que se roubasse o meu celular eu iria atrás dela depois”, relatou.

De acordo com ele, nesse momento, uma comparsa da travesti chegou com uma garrafa de cerveja vazia em mãos, exigindo que o delegado entregasse o celular e ameaçando quebrar o vidro e cortar a vítima, caso não obedecesse.

“Eu não soltei o celular e resisti ao assalto. Então me derrubaram, me jogaram na restinga, me agrediram e roubaram o pouco dinheiro que eu carregava. Estando imobilizado e caído, consegui tirar a capa do celular e entregar o dinheiro que havia guardado para tomar uma água de coco na volta”, disse ele.

Após ter o celular roubado, o delegado viu que uma viatura da Polícia Militar passava pelo local e acionou a equipe, que conseguiu prender uma das suspeitas. No entanto, o celular da vítima não estava com a detida.

De acordo com ele, policiais da 2ª Regional de Vila Velha fizeram buscas horas depois e conseguiram localizar a segunda suspeita do crime. As duas foram conduzidas até a delegacia e autuadas em flagrante por roubo, contou o delegado.

O delegado ainda frisou que o crime foi flagrado por câmeras de videomonitoramento da prefeitura e as imagens já estão com a polícia. As duas travestis já possuem passagens pela polícia, de acordo com o agente da lei – uma das suspeitas já foi presa por homicídio e a segunda quatro vezes por roubo.

*Na primeira publicação da reportagem, o delegado tinha autorizado sua identificação. Entretanto, ele pediu horas depois que seu nome fosse retirado, o que foi prontamente atendido.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS