X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Delegacia é fechada para retirada de explosivo em Cachoeiro

Artefato foi retirado pelo Esquadrão Antibombas e detonado

Redação Tribuna Online | 13/02/2022 11:48 h

A 7ª Delegacia Regional de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado, suspendeu o atendimento por quase seis horas na sexta-feira (11) para a retirada de um objeto suspeito do tipo explosivo. O objeto foi apreendido com drogas, armas e rádio comunicadores durante uma ação da Polícia Civil no bairro Zumbi, também em Cachoeiro.

Ao identificar o objeto, a delegacia foi completamente isolada por determinação do delegado titular, Caetano Alfredo Nicolau.

O Esquadrão Antibombas do Batalhão de Missões Especiais (BME) da Polícia Militar precisou ser acionado para assumir a operação de retirada e identificação do objeto. 

Segundo as informações da polícia, o objeto foi identificado, por meio de um raio-X, como um explosivo similar a um fragmentador de rochas ornamentais, utilizado nas pedreiras para detonação de blocos.

O objeto foi levado a um local seguro e destruído, não sobrando vestígios para análise posterior. 

De acordo com o BME, o artefato era de grande periculosidade, "podendo causar danos irreparáveis e perigo de morte para os policiais civis que estavam próximo caso todas as medidas de segurança não tivessem sido tomadas"

“Estamos realizando investigações agora para saber a origem desse artefato e para quais fins seria usado, já que colocou toda a equipe da Deic em risco”, afirmou o investigador Neto, da Delegacia de Investigações Criminais (Deic).

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS