X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Criminosos envenenam cachorros para roubar casas em Vila Velha

| 26/02/2021 12:50 h | Atualizado em 26/02/2021, 16:47

Polícia apreendeu objetos roubados
Polícia apreendeu objetos roubados |  Foto: Divulgação/ PCES
Dois cachorros, um pitbull e um dálmata, foram envenenados por bandidos que invadiram e saquearam objetos em uma casa na localidade de Xuri, zona rural de Vila Velha, divisa com Guarapari.

A morte dos cães, segundo a Polícia Civil, era para que os criminosos pudessem entrar no imóvel sem serem notados.

A equipe da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Guarapari localizou, na quinta-feira (25), a residência usada pelos assaltantes para esconder os objetos roubados. A polícia esperava localizar no imóvel um acusado de integrar do bando, mas ele não foi preso. 

O imóvel fica na localidade de Amarelos, zona rural de Guarapari, onde os policiais recuperaram eletrodomésticos, joias, celulares, ferramentas, dinheiro, uma arma caseira, munições e dezenas de outros objetos furtados de residências também no município.

As investigações apontam que os produtos recuperados seriam provenientes de três ações criminosas. Além do roubo na residência que deixou dois cachorros mortos, em outra casa os criminosos amarraram as vítimas, um homem de 54 anos, a mulher e o filho, para exigir joias e dinheiro.

“As vítimas deste roubo reconheceram um cordão recuperado nesta residência como sendo deles. Além disso, afirmaram que a arma apreendida nesta operação foi a mesma usada pelos criminosos. Vítimas de dois furtos também já compareceram à delegacia e reconheceram, entre os bens apreendidos, alguns de seus objetos”, afirmou o titular da Deic de Guarapari, delegado Guilherme Eugênio Rodrigues.

O delegado destaca que as vítimas precisam procurar a delegacia para o reconhecimento dos objetos.

Objetos recuperados pela polícia
Objetos recuperados pela polícia |  Foto: Divulgação/ PCES
“Acredita-se que, entre os bens apreendidos, tenham pertences de vítimas de diversos outros roubos e furtos. Por isso é importante a divulgação das imagens desses objetos. Caso alguém tenha sido vítima e reconheça algum objeto, deve comparecer à Delegacia Regional de Guarapari, preferencialmente trazendo nota fiscal e outros documentos que comprovem a propriedade, para que possamos restituir os objetos”, orientou o delegado.

O acusado alvo da polícia nas buscas na residência em Amarelos não foi encontrado. O advogado dele fez contato com a delegacia e afirmou que ele se apresentará para interrogatório. As investigações continuam em andamento, com o objetivo de identificar outras vítimas da organização.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS