Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Corpo é encontrado na Serra e suspeita é de que seja de motorista desaparecido

| 08/06/2020 16:29 h

O veículo em que a vítima trabalhava, um Nissan Sentra preto
O veículo em que a vítima trabalhava, um Nissan Sentra preto |  Foto: Júlia Afonso

Um corpo foi encontrado enterrado na areia da praia de Jacaraípe, na Serra, e a suspeita é de que seja do motorista de aplicativo Anderson Luiz Lira, de 31 anos, desaparecido desde a última quarta-feira (3).

O carro dele foi encontrado carbonizado na sexta-feira (5), mas não havia corpo dentro do veículo e nem pistas do paradeiro do rapaz. 

Anderson desapareceu quando saiu de casa, em Gaivotas, Vila Velha, para fazer uma corrida, às 17 horas de quarta-feira (3). “O celular dele apitou no aplicativo e ele saiu rapidamente para fazer essa corrida. Não sabemos para qual bairro foi, pois ninguém nos deu ainda essa informação”, contou o companheiro da vítima, Marlon dos Santos, de 22 anos.

Em entrevista à reportagem do Jornal A Tribuna, a família do motorista afirma que reconheceu as roupas e a tatuagem no corpo encontrado pela polícia, mas como já estava em estado avançado de decomposição, vão ter que esperar três dias para que a confirmação seja feita através das digitais. 

Anderson estava trabalhando como motorista há cerca de 10 meses. Antes disso, ele atuava como cobrador de ônibus.

Por meio de nota, a Polícia Militar afirmou que um homem ligou para o Ciodes, na manhã desta segunda-feira (08), dizendo que foi agredido por um indivíduo que havia cometido um homicídio e que o corpo estaria enterrado na areia da praia de Jacaraípe. 

"Militares foram ao local e providenciaram uma retroescavadeira que desenterrou o corpo. A Polícia Civil foi acionada", diz a nota.

A Polícia Civil foi procurada, mas até o fechamento desta matéria não havia respondido.

Relembre o caso

O motorista de aplicativo Anderson Luiz Lira, de 31 anos, está desaparecido desde a última quarta-feira (3), na Serra, quando saiu para fazer uma corrida. Na noite de sexta (5), o carro dele foi encontrado carbonizado, e ainda não havia pistas sobre o paradeiro do rapaz.

Anderson saiu de casa, em Gaivotas, às 17 horas. “O celular dele apitou no aplicativo e ele saiu rapidamente para fazer essa corrida. 

A última visualização dele em um aplicativo de mensagens foi às 18h12. Desde então, a família não teve mais notícias. O caso foi registrado na delegacia, e às 21h30 de sexta, o veículo em que a vítima trabalhava, um Nissan Sentra preto, foi encontrado em Jacaraípe.

“Uma mulher ligou falando que na quarta tinha visto um carro pegando fogo lá no bairro. O marido dela confirmou que a placa do veículo era a mesma do Anderson, então eu liguei para a polícia, que foi até o local e confirmou”, explicou Marlon.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS