X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Chefe de quadrilha que vendia motos roubadas é preso

| 18/10/2020 21:17 h

Um home de 48 anos, foi preso neste domingo (18), suspeito de ser o chefe de uma quadrilha que roubava veículos para revendê-los. O suspeito é conhecido como 'Coroa do Abacaxi' e junto com ele, a filha de 20 anos também foi detida suspeita de envolvimento na quadrilha. A quadrilha também clonava veículos, segundo informações da Guarda Municipal.

Vítima postou em suas redes sociais sobre o roubo. Ao lado, anúncio da foto em site de vendas
Vítima postou em suas redes sociais sobre o roubo. Ao lado, anúncio da foto em site de vendas |  Foto: Reprodução/Instagram
As investigações começaram após um motociclista dar queixa na delegacia do roubo de sua moto e dias depois, ele viu a moto sendo anunciada em uma página de vendas com anúncio para o município de Marataízes.

A vítima chegou a ligar para o telefone que consta no anúncio e explicou que o veículo em questão era dele, mas que foi roubado. Uma mulher atendeu a chamada e negou e disse que a venda era de veículos usados e não roubados. A guarda informou que a mulher é a filha do chefe da quadrilha

Após buscas, a guarda municipal de Marataízes e de Vila Velha encontraram o chefe da quadrilha
Após buscas, a guarda municipal de Marataízes e de Vila Velha encontraram o chefe da quadrilha |  Foto: Divulgação/Guarda Municipal
Por meio dessas informações, a Guarda Municipal de Vila Velha realizou contato com a equipe de agentes de Marataízes para iniciarem as buscas. Na ação a guarda de Marataízes junto com a de Vila Velha localizaram quatro motocicletas adulteradas provenientes de furto/roubo além de um veículo também adulterado proveniente de furto/roubo.

O homem e sua filha foram presos e encaminhados para a Delegacia de Marataízes. Após o delegado ouvir os suspeitos, eles serão autuados e encaminhados ao presídio.

A polícia orienta que pessoas que foram vítimas da quadrilha procurem uma delegacia e registrem um boletim de ocorrência.
 

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS