Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Associação oferece R$ 10 mil por informações sobre assassinos de PM

Presidente da Associação afirmou que os bandidos "mexeram em um vespeiro"

Redação Tribuna Online | 18/02/2022 19:16 h

Acompanhando as investigações do crime que vitimou o sargento da Polícia Militar Marco Romania, de 53 anos, a Associação de Cabos e Soldados do Espírito Santo está oferecendo uma recompensa de R$ 10 mil por informações que possam levar ao suspeitos do crime. Romania assistia a um jogo de futebol em um bar, no bairro Joana D'Arc, Vitória, quando foi atingido com três disparos pelas costas. O crime aconteceu na última quarta-feira (16).

Em um vídeo divulgado no Instagram da entidade, o presidente Cabo Eugênio informou que a associação está colaborando com as investigações e busca informações que levem aos suspeitos. 

"O nosso sargento Romania foi executado de forma covarde e brutal. Estamos oferecendo uma recompensa de R$ 10 mil para quem trouxer informações para que esses bandidos sejam identificados, presos e paguem pelo crime de matar um policial militar", afirmou.

Cabo Eugênio e membros da associação: R$ 10 mil por dicas que levem a assassinos de Romania (destaque)
Cabo Eugênio e membros da associação: R$ 10 mil por dicas que levem a assassinos de Romania (destaque) |  Foto: Reprodução e Acervo Pessoal
 

Cabo Eugênio ainda mandou um recado direto para os criminosos: "Vocês mexeram em um vespeiro quando mataram o sargento Romania. Somos uma família. Nós vamos buscar vocês onde quer que estejam. Vocês vão aprender que aqui no Estado não se toca em um policial militar", completou.

O comandante-geral da Polícia Militar, Douglas Caus, também "mandou um recado" recomendou que os suspeitos do crime “se entreguem imediatamente”. Caso contrário, a corporação utilizará a “mão pesada” para fazer a prisão.

“Entreguem-se imediatamente à Policia Civil, pois, se esperarem a PM, a ação de prendê-los, nós usaremos a nossa mão pesada, a nossa mão forte, para efetuar esta prisão”, afirmou.

Denúncias podem ser registradas nos telefones do Disque-Denúncia 181 ou pelo telefone do Ciodes 190. O anonimato é garantido.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS