Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Assassino de policial militar tinha dois mandados de prisão

| 03/08/2021 18:44 h

O crime foi registrado na Delegacia Regional de Linhares
O crime foi registrado na Delegacia Regional de Linhares |  Foto: Foto: Arquivo/AT
O assassino do policial militar Richard Pereira Rocha, de 35 anos, morto durante um tiroteio na madrugada desta terça-feira (03), no bairro Shell, em Linhares, tinha dois mandados de prisão em aberto.

De acordo com o delegado Fabrício Lucindo, titular da 16ª Delegacia Regional de Linhares, Jhulian Harley, conhecido como Dudu, tinha mandados de prisão por roubos aos comércios da região do Bairro Shell e homicídio do ex-candidato Jonas Soprani, morto a tiros no início da noite do último dia 23 de junho, no bairro Novo Horizonte, também em Linhares.

Ativista e ex-candidato a vereador é morto a tiros no Estado
Ativista e ex-candidato a vereador é morto a tiros no Estado |  Foto: Divulgação
"Dudu foi um dos autores da morte do ativista Jonas Soprani. Ele estava sendo procurado pela Polícia Civil por conta dessa morte e ele já tinha um mandado de prisão por roubo", comentou o delegado.

Durante a madrugada desta terça, Dudu se envolveu em um confronto com militares que estavam em um bar comemorando o aniversário de um amigo. Segundo testemunhas, o criminoso saiu de um beco, colocou a mão na cintura, sacou uma arma e atirou na direção deles. O soldado foi atingido na cabeça e morreu horas depois de dar entrada no Hospital Geral de Linhares. Dudu também foi baleado, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O soldado Richard Pereira Rocha tinha 35 anos.
O soldado Richard Pereira Rocha tinha 35 anos. |  Foto: Redes sociais
"A investigação está começando hoje. A perícia criminal já esteve no local, os corpos estão sendo liberados e as investigações continuam com oitivas de testemunhas, laudos perícias e relatório de investigações para finalizar esse caso", disse Lucindo sobre as investigações da morte do soldado.

Sobre o caso Soprani, o delegado afirma que as investigações relacionadas a Dudu estão encerradas, restando apenas a prisão de um quarto suspeito.

"Quanto ao Dudu, a investigação está encerrada, mas outras pessoas participaram da morte de Jonas Soprani. Três deles estão presos e nós estamos aguardando para poder cumprir o mandado de prisão de uma quarta pessoa", completou o delegado.

Leia também:

Vereador é preso acusado de mandar matar ex-candidato

Gêmeos são presos acusados de matar ex-candidato a vereador em Linhares

Policial militar morre em troca de tiros com acusado de executar ex-candidato a vereador

"Descanse em paz, guerreiro!", lamentam colegas de farda de PM morto

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS