Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Armadilhas românticas de golpistas para conquistar mulheres em sites de namoro

Polícia revela as estratégias de bandidos para aplicar os golpes e dá dicas para evitar mais vítimas no Estado

Eliane Proscholdt e Francine Spinassé | 09/02/2022 12:25 h

O delegado Brenno Andrade disse que, normalmente, o contato inicial do bandido é feito pelo Facebook e Instagram |
O delegado Brenno Andrade disse que, normalmente, o contato inicial do bandido é feito pelo Facebook e Instagram | |  Foto: Dayana Souza/AT - 21/1/2018
 

Contos de fadas iniciados em aplicativos e sites de namoro nem sempre terminam com um final feliz. É que no lugar de encontrar um príncipe encantado e viver uma linda história de amor, vítimas têm caído nas mãos  de golpistas, que usam armadilhas românticas para cometer crimes. 

Conhecido como  golpe do amor, o assunto ganhou a internet neste fim de semana, após o documentário “O Golpista do Tinder” ser lançado pela Netflix. A história mostra que um israelense, investigado por um complexo esquema criminoso, foi expulso do aplicativo de namoro acusado de fraude.  

No Estado, o  titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos, delegado Brenno Andrade, faz um alerta e revela quais são as estratégias mais utilizadas pelos golpistas para conquistar vítimas. Normalmente, segundo ele, o contato inicial é feito pelo Facebook e Instagram. 

Brenno Andrade explica que os criminosos nem sempre agem da mesma forma ou com a mesma história, mas a tática costuma seguir um padrão. Eles levantam informações pessoais das vítimas, entram em contato – algumas vezes, por sites de relacionamento – e iniciam conversas. 

Depois de estabelecer a relação virtual, o criminoso ganha intimidade e passa a fazer promessas, usa de uma mentira para subtrair o dinheiro da vítima.

A advogada criminalista e especialista em crimes de gênero Fayda Belo destacou que, com o mundo  mais conectado, os golpes também passam a ser aplicados cada vez mais no mundo virtual, como aplicativos de namoro e redes sociais. 

“Os criminosos escolhem as vítimas online e estudam essas mulheres. Eles então, começam a envolvê-las, falando que querem uma relação, que quer ficar noivo, morar com a mulher. Ele é sempre envolvente”. 

Ela explicou, ainda, que ao ganhar a confiança da mulher, ele cria histórias para conseguir dinheiro. “Ele fala que precisa de dinheiro para ajudar a mãe, para pagar o aluguel”.

Fayda Belo disse ainda  que esses criminosos podem responder pelo crime de estelionato, com pena de até 5 anos. “É preciso que as mulheres denunciem. Elas precisam compreender que  não foram bobas, mas vítimas de um crime, que é bárbaro”.


SAIBA MAIS


   
Mulher com celular: mensagens
Mulher com celular: mensagens |  Foto: Freepik
  

Estratégias usadas

Mesmo utilizando histórias e até tipos de golpes distintos, os chamados golpes do amor seguem um padrão para obter vantagem a partir da relação, seja dinheiro ou outros bens.

1-  Usando as redes sociais ou aplicativos de namoro, criminosos coletam informações das vítimas e iniciam o contato.   

2 - De forma envolvente e galanteadora, os golpistas iniciam uma relação com a vítima de forma on-line, ganhando sua confiança. Alguns deles, usam fotos ou nomes  de outras pessoas, inclusive com a família, no trabalho. Outros usam fotos próprias. Em alguns casos, o contato evoluiu para uma relação presencial, já em outros permanecem apenas de forma remota.  

3 - Após ganhar a confiança da vítima, que acredita estar em um relacionamento amoroso, os golpistas criam uma história para justificar que precisam de dinheiro, seja para pegar um presente que teria  ficado retido na alfândega, seja para fazer cirurgia urgente ou para ajudar a mãe, que está prestes a perder a casa.  

4 - Assim que a vítima faz os depósitos ou entrega o que querem, novos pedidos são feitos de quantias. Depois, geralmente, eles desaparecem. 

Outros crimes

Em algumas situações, os golpes mudam. Por exemplo, quando os “conquistadores” pedem vídeos e fotos íntimas. Nesses casos, as  mulheres passam a ser vítimas de extorsão para que não tenham o conteúdo divulgado.

DICAS PARA NÃO CAIR

Tente descobrir a identidade 

Se conhecer qualquer pessoa na internet não deixe a emoção falar mais alto que a razão. Antes de se envolver, tente descobrir a identidade da pessoa (nome completo, RG, CPF), procure fotos e elementos que indiquem que ela é de verdade, onde estuda ou trabalha, onde mora, se tem amigos em comum.

Não tenha pressa

Não tenha pressa. Dê tempo ao tempo e conheça a pessoa antes de aceitar qualquer encontro pessoal.

Fique atento à rotina

Normalmente, os golpistas conseguem convencer as vítimas a esconder o relacionamento da família. Portanto, é importante que pessoas próximas, principalmente os filhos, estejam atentos à rotina online das mães.

Desconfie do que parece ser mágico

Sempre desconfie de pessoas bem-sucedidas, com carreiras estáveis, lindas e que manifestam o desejo de se casar rápido. 

Cautela nas redes sociais

Cuidado com a inclusão e compartilhamento de suas informações pessoais em demasia na internet. É analisando o perfil das vítimas que os vigaristas vão montar uma estratégia para enganar e seduzir as mulheres.

Cuidado com “estrangeiros”

Tenha cuidado com quem afirma ser estrangeiro, já que é mais comum que esse tipo de golpe seja aplicado por perfis falsos que alegam morar em outros países, apesar de ter quadrilhas brasileiras especializadas nesses tipos de golpes.

Faça chamada de vídeo

Atenção: geralmente, esse tipo de criminoso utiliza imagens de outras pessoas para enganar suas vítimas. Uma alternativa para não cair nas armadilhas de golpistas é pedir que a conversa seja feita por vídeo.  Caso quem está do outro lado da linha diga que não é possível e fuja do assunto, pode ser uma tática para evitar mostrar sua real identidade.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS