Login

Atualize seus dados

Polícia

Amigos são executados dentro de carro em bairro da Serra

17/10/2020 09:35:30 min. de leitura

Imagem ilustrativa da imagem Amigos são executados dentro de carro em bairro da Serra
Duplo homicídio em Porto Canoa, na Serra. Foto: Iury Demuner
Dois jovens foram assassinados a tiros na noite de sexta-feira (16), em Porto Canoa, Serra. As vítimas, um estudante de 21 anos e o amigo dele, um almoxarife da mesma idade, estavam em um Logan prata numa rua do bairro quando foram abordados por criminosos armados que efetuaram vários disparos.

Segundo familiares de Diego Alexandre da Mota da Silva e Layson Da Silva, eles eram moradores do bairro Taquara, no mesmo município, e teriam até o local do crime para deixar um outro amigo. Ninguém soube informar quantos bandidos eram.

Imagem ilustrativa da imagem Amigos são executados dentro de carro em bairro da Serra
Veículo onde as vítimas estavam ficou com as marcas dos disparos. Foto: Vanessa Calmon
De acordo com a polícia, Diego era quem dirigia o carro e Layson estava no banco do carona. Dentro do veículo a PM encontrou um pente de um revólver calibre 380, com 21 munições intactas.

Para a Polícia Civil, as primeiras informações dão conta de que as mortes tenham como motivação o tráfico de drogas. Também há suspeita de que o duplo homicídio tenha ligação com a morte do adolescente Thalisson Welington Alvarenga, de 16 anos, morto na última quarta-feira (14), enquanto conversava com amigos na praça de Taquara I, Serra. Um outro jovem de 25 anos acabou atingido na ação.

Assim como a polícia, familiares de Diego também acreditam que o assassinato do rapaz tenha ligação com a morte de Thalisson já que eles seriam amigos e andavam juntos.

À reportagem, um parente do rapaz contou que Diego trabalhava como almoxarife em uma farmácia mas, com a pandemia, ele acabou perdendo o emprego. Já familiares de Layson, disseram que ele estava terminando de concluir o ensino fundamental, mas não trabalhava.

Layson também teria passagem por tráfico de drogas e teria deixado a UNIP há pouco mais de um ano, onde cumpriu medida socioeducativa.

Os corpos das vítimas foram levados para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória onde até a manhã deste sábado, aguardavam para serem liberados. O crime segue sob investigação da DHPP Serra.

Um suspeito de ter atirado contra os rapazes já teria sido identificado pela polícia, mas detalhes não foram passados.