X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Advogado surta e dá facadas em prestador de serviço em condomínio na Serra

| 01/10/2020 14:50 h | Atualizado em 01/10/2020, 15:23

Imagem ilustrativa da imagem Advogado surta e dá facadas em prestador de serviço em condomínio na Serra

Um advogado de 47 anos, que está com a carteira da OAB suspensa, surtou e esfaqueou um prestador de serviço em um condomínio residencial no bairro Chácara Parreiral, na Serra. Ele ameaçou explodir o local. Foram cerca de 5 horas até que o acusado fosse preso.

O caso começou por volta das 10h30 desta quinta-feira (1) e o advogado só foi detido às 15 horas.

Após esfaquear o prestador de serviço na mão, o advogado se trancou em um apartamento, ligou o gás e ficou gritando que ia explodir o prédio todo. Por conta disso, o condomínio precisou ser evacuado e o gás do prédio foi cortado.

Imagem ilustrativa da imagem Advogado surta e dá facadas em prestador de serviço em condomínio na Serra
A Polícia Militar, a Tropa de Choque da corporação, o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados para atender a ocorrência. A rua no local do crime precisou ser totalmente fechada.

Horas após o ataque ao prestador de serviço, o advogado foi capturado pelos políciais militares, que invadiram o apartamento e o imobilizaram.

Com o acusado foi encontrada uma arma não letal - a polícia não detalhou o que era. Ele foi encaminhado para um hospital e logo em seguida será levado para a Delegacia da Serra.

Um outro crime

Em abril deste ano, o mesmo advogado se envolveu em uma briga com a ex mulher, que acabou em sequestro e cárcere privado.

De acordo com reportagem da TV Tribuna, o caso aconteceu também em um condomínio do bairro Castelândia, na Serra.

A briga teria começado por volta das 18h30 de uma segunda-feira (14) e evoluiu para sequestro e cárcere privado, onde a Companhia Independente de Missões Especiais (Cimesp) precisou interferir nas negociações. De dentro do apartamento, o advogado ameaçava com uma faca a, então, companheira, uma dona de casa de 24 anos.

Foram mais de seis horas de negociação, até que, de madrugada, por volta das 2 horas de terça-feira (15), o advogado se rendeu.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS