X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Acusados de tráfico são presos por matar rivais para controlar o crime em Guarapari

| 03/03/2021 16:01 h | Atualizado em 03/03/2021, 16:31

Imagem ilustrativa da imagem Acusados de tráfico são presos por matar rivais para controlar o crime em Guarapari

Dois homens foram presos durante uma operação policial que aconteceu na madrugada desta quarta-feira (3), em Guarapari.

Os acusados, de 36 e 25 anos, são apontados pelas investigações da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), como executor e mandante do assassinato ocorrido em dezembro, e de ter ligação com o tráfico.

“Conseguimos identificar os indivíduos envolvidos no homicídio ocorrido no dia 12 de dezembro de 2020 no bairro Jabaraí. O Gato Seco, como era conhecido, foi morto pela disputa do tráfico ilícito de drogas. Identificamos o mandante do fato, e também os executores”, explica o delegado titular da DHPP, Franco Malini.

A vítima Nilton Pereira dos Santos, de 31 anos, conhecido como Gato Seco, foi morta a tiros no bairro Portal Club, com seis tiros.

O mandante do crime seria, segundo o delegado, o rapaz de 25 anos, preso nesta quarta (3), e os executores seriam o de 36 e um adolescente de 17, que foi morto na última segunda-feira (1°), no bairro Portal. Antes de ser morto, Ruan Oliveira Bianchi chegou a ser ouvido pela polícia e confessou o crime.

“O menor de idade é muito conhecido pelas forças policiais de Guarapari porque desde novo vem praticando atos ilícitos, inclusive dois homicídios investigados pela DHPP. Ele esteve aqui e confessou a autoria, mas puxou para si para se aproveitar das suas condições de menor de idade, e para não envolver seus comparsas. No dia que ele confessou os crimes não estava em estado de flagrante, por isso não foi apreendido”, explicou Franco.

O delegado esclarece que as mortes são investigadas pela disputa do tráfico de drogas no bairro Portal.

“O bairro está sem comando, e as mortes são em decorrência do domínio do tráfico na região. O menor de 17 anos foi executado há dois dias. Pode ser uma retaliação por conta desse homicídio anterior. Assim como no homicídio de dezembro, essa retaliação também terá a mesma resposta pelas forças policiais”, concluiu o delegado.

Operação conjunta

A operação policial foi deflagrada pelas Polícias Civil e Militar, na madrugada desta quarta-feira (3), e contou com a presença de 18 policiais, em cumprimento de mandado de prisão temporária e de busca e apreensão.

Um dos alvos foi localizado em sua residência no bairro Jabaraí e após tentar fugir, foi detido. Na casa, foi encontrado uma pistola calibre 9mm, 25 munições do mesmo calibre, carregador com capacidade para 15 munições, R$ 1.138 em dinheiro, além de cinco aparelhos celulares, dois pen-drives e um coldre velado (pochete para esconder arma).

Os detidos foram encaminhados para a delegacia da cidade juntamente com todo material, e serão levados para o CDP de Guarapari nesta quinta-feira (4).

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS