search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Polícia encontra relatório com 30 músicas inéditas de Renato Russo
Publicidade | Anuncie

Música

Polícia encontra relatório com 30 músicas inéditas de Renato Russo


Renato Russo morreu em 1996 (Foto: Arquivo A Tribuna)
Renato Russo morreu em 1996 (Foto: Arquivo A Tribuna)

Vinte e quatro anos depois de sua morte, o cantor Renato Russo voltou a ocupar o noticiário nacional. Desta vez, a informação pode ser uma relíquia para os fãs do cantor e da banda Legião Urbana.

Uma operação da Polícia Civil, realizada na manhã desta segunda-feira (26), encontrou um relatório com mais de 30 músicas e versões inéditas gravadas e produzidas pelo cantor em seus últimos anos de vida, em um estúdio no Rio de Janeiro.

A operação, batizada de "Será?" (inspirado em um dos grandes sucessos no primeiro disco da Legião Urbana), foi iniciada no ano passado após uma denúncia de Giuliano Manfredi, filho de Renato Russo e detentor dos direitos autorais das obras da Legião Urbana e do pai. A busca foi provocada por uma denúncia, que acusa o estúdio de ocultar músicas que teriam sido gravadas por seu pai.

Segundo a Polícia Civil, o filho acredita, no entanto, que o pai teria gravado ainda mais músicas. A Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Imaterial então abriu uma investigação para descobrir se o proprietário do estúdio de gravação usado por Renato Russo estaria ocultando essas canções inéditas.

De acordo com Giuliano, o pai, que morreu de AIDS, deixou algumas músicas gravadas, que foram aproveitadas pela gravadora para lançar o álbum póstumo "O Último Solo", em 1997. Ele já havia lançado outros dois discos solo: The Stonewal Celebration Concert (1994) e Equilíbrio Distante (1995), com músicas em italiano. Em 2000, foi lançada uma coletânea com sua obra solo e mais duas músicas inéditas: as regravações de A Carta, de Erasmo Carlos, e A Cruz e a Espada, de Paulo Ricardo.

Até o início da tarde desta segunda, a DRCPIM não havia se pronunciado sobre o que realmente encontrou no local. Mas um dos itens encontrado foi um relatório indicando, ao menos, 30 músicas inéditas, além de versões inéditas de canções de sucesso. 

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados