search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Polícia alerta para golpes na hora de alugar imóveis no fim de ano e nas férias
Publicidade | Anuncie

Imóveis

Polícia alerta para golpes na hora de alugar imóveis no fim de ano e nas férias


A procura por imóveis de temporada aumenta consideravelmente no final de ano. Uma recente pesquisa do Google com brasileiros apontou que os períodos marcados por férias escolares e recessos no trabalho registram um aumento médio de 27% no volume de buscas por aluguel de casas e apartamentos em comparação com os demais períodos do ano.

Na hora de alugar, a dica é pedir referências e documentos com fotos (Foto: Fernanda Carvalho / Fotos públicas)
Na hora de alugar, a dica é pedir referências e documentos com fotos (Foto: Fernanda Carvalho / Fotos públicas)
Os aplicativos e sites de locação são recursos para conseguir hospedagens por preços mais acessíveis, muitas vezes diretamente com o locador e tendo apenas o intermédio da ferramenta digital.

O advogado Guilherme Guimarães, especialista em Direito Digital e Segurança da Informação, explica que esses apps exigem atenção para evitar dores de cabeça e prejuízos financeiros.

“Esses recursos podem ser muito vantajosos, pois encurtam o caminho da negociação entre locador e locatário, mas existem algumas deficiências nesse modelo que apresentam riscos”, afirma Guimarães, citando a falta de uma legislação específica que regule essa modalidade.

O advogado explica que o amparo legal é sempre uma segurança e, quando ela não existe, é preciso redobrar os cuidados. Contratos, fotos e documentos de água e energia, que eram sinônimos de garantia e segurança, hoje são facilmente falsificados.

Trata-se de uma prática que ajuda estelionatários a conseguir vítimas facilmente. A recomendação é dar preferência para corretoras e a velha prática da referência é sempre válida.


DICAS


1- Prefira alugar
de conhecidos.
2- Guarde as conversas e comprovantes.
3- Redobre a atenção quando o telefone do locatário for de outro estado.
4- Se não der para visitar o imóvel, faça o primeiro contato em local público.
5- Exija documentos do proprietário e propriedade e compare os dados.
6- Não deposite nenhum valor antes de ter todas as garantias.
7- Desconfie se a conta bancária for de um terceiro ou de fora do estado.

Fonte: Polícia Civil.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados