search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Pois é. E ainda tem as superbactérias
Terrence Saldanha

Pois é. E ainda tem as superbactérias

Bactérias resistentes a antibióticos (Foto: CDC-EUA/Divulgação)
Bactérias resistentes a antibióticos (Foto: CDC-EUA/Divulgação)

Todas as atenções estão concentradas no combate ao coronavírus, aí incluída a luta por medicamentos e vacinas. Mas como encrenca pouca em medicina é bobagem, os laboratórios apressam o passo contra as superbactérias - criaturas resistentes que habitam este planeta há mais de 3 bilhões de anos e matam 700 mil pessoas no mundo a cada 12 meses. O total de mortos pelo coronavírus, segundo a OMS, passa de 673 mil.

Para se ter uma ideia, o potencial destrutivo das “bactérias de pesadelo”, como são chamadas, envolve a estimativa de matarem até 10 milhões de pessoas (!) por ano a partir de 2050.

A Federação Internacional de Associações e Fabricantes Farmacêuticos (IFPMA) anunciou que 23 laboratórios vão juntar forças num fundo que alcança um bilhão de dólares para pesquisas. É uma corrida contra o tempo

Ou seja, não está tão errado quem pensa que esse planeta é dos vírus e bactérias e nós, seres humanos, é que estamos aqui de passagem.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados