search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Pintor leva dois tiros após invadir a casa da ex-mulher na Serra

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Pintor leva dois tiros após invadir a casa da ex-mulher na Serra


Uma manicure, de 35 anos, teve a casa invadida pelo ex-marido na madrugada desta quinta-feira (24), no bairro Cascata, na Serra. A mulher acionou a polícia e o homem, um pintor de 35 anos, não obedeceu às ordens dos militares. Ele partiu para cima da ex-mulher e acabou sendo baleado nas pernas.

Pintor levou dois tiros ao tentar invadir a casa da ex-mulher no bairro Cascata, na Serra (Foto: Fábio Nunes/AT)Pintor levou dois tiros ao tentar invadir a casa da ex-mulher no bairro Cascata, na Serra (Foto: Fábio Nunes/AT)

A manicure estava em casa com as filhas de 14, 6 e 4 anos e contou que, por volta das 23 horas, elas ouviram um barulho estranho, ficaram atentas, mas, como não ouviram mais nada, foram dormir. Por volta das 2 horas da madrugada, a mulher acordou para ir ao banheiro e viu a sombra do ex-marido na janela do quarto. Desesperada, ela ligou para a polícia.

Quando a viatura chegou, o pintor se escondeu embaixo de uma mesa, na varanda da casa. A mulher gritou para os policiais avisando que estavam no local correto e que os militares conseguiriam ver o homem através do portão.

Os policiais mandaram que o pintor saísse de debaixo da mesa e se rendesse. Ele saiu e se deitou no chão com as mãos para cima. Mas, quando a vítima foi abrir o portão para que os militares entrassem, ele levantou correndo e foi na direção dela, empurrando a porta na tentativa de entrar na casa.

A mulher conseguiu fechar a porta e os policiais ordenaram novamente que o homem se rendesse, mas o ele não obedeceu. Os militares então efetuaram disparos e o pintor foi atingido por dois tiros, um em cada perna. Ele conseguiu entrar e foi correndo para o quarto das filhas. Os militares entraram na casa e renderam o pintor, que foi levado para um hospital do município.

Segundo a manicure, ela e o pintor foram casados por 8 anos e o relacionamento chegou ao fim por conta de agressões físicas e psicológicas. Os dois estão separados há dois meses e, desde o fim do casamento, o homem vinha invadindo a casa, arrombando a porta. De acordo com ela, ele dizia queria conversar, mas sempre foi muito agressivo.

Em nota, a Polícia Civil informou que o pintor será encaminhado para o presídio assim que receber alta médica.

"A Polícia Civil informa que o suspeito de 35 anos foi autuado em flagrante por violação de domicílio, ameaça e vias de fato, ambos na forma da Lei Maria da Penha. Ele será encaminhado ao Centro de Triagem de Viana (CTV), assim que receber alta médica", diz o texto enviado pela assessoria.