search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Peter Frampton em "Forgets The Words" com covers instrumentais
Publicidade | Anuncie

Música

Peter Frampton em "Forgets The Words" com covers instrumentais


O lendário cantor e guitarrista Peter Frampton lançou nesta semana o seu novo álbum de estúdio Frampton Forgets the Words, que apresenta tributos instrumentais de algumas das canções favoritas do músico sendo a continuação de seu álbum instrumental Fingerprints, vencedor do Grammy de 2007. O disco já está disponível na íntegra em todas as plataformas digitais pela Universal Music Group.

Frampton Forgets the Words foi co-produzido por Frampton e Chuck Ainlay, sendo gravado e mixado no próprio Studio Phoenix de Frampton em Nashville (EUA). Utilizando sua notória 1954 Les Paul Phoenix - que se perdeu em um acidente de avião em 1980 e foi recuperada mais de 30 anos depois — Frampton nos proporciona o som de uma guitarra virtuosa tocando canções de David Bowie, George Harrison, Stevie Wonder, Lenny Kravitz, entre outros.

"Este álbum é uma coleção de dez das minhas músicas favoritas. Minha guitarra também é uma voz e eu sempre gostei de tocar minhas melodias favoritas que todos nós conhecemos e amamos. Essas faixas são minha excelente banda e eu prestando homenagem aos criadores originais destas músicas maravilhosas. Foi muito divertido de fazer e eu realmente espero que você também goste", disse Peter Frampton.

O artista está entre os guitarristas mais célebres da história do rock. Aos 18 anos, ele co-fundou um dos primeiros supergrupos, o Humble Pie. Aos 22, ele fez incessantes turnês e usando o talk box (dispositivo utilizado por Frampton para dar um efeito similar a voz em sua guitarra) que se tornaria o efeito e assinatura do som de sua guitarra.

É dele o icônico álbum Frampton Comes Alive, lançado em 6 de janeiro de 1976 pela CBS, via A&M Records e que apresentou os sucessos Show Me The Way, Baby, I Love Your Way e Do You Feel Like We Do. O disco vendeu mais de 11 milhões de cópias em todo o mundo e pavimentou o caminho para o estrelato de Frampton.