search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Pesou o medo das urnas
Plenário
Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Pesou o medo das urnas

Os vereadores de Vitória rejeitaram ontem o recurso enviado pela Prefeitura para que os projetos que mudam a Previdência dos servidores voltassem a tramitar na Casa. Os três projetos foram rejeitados na Comissão de Justiça e, por 13 votos na sessão de ontem, foram arquivados.

Uma média de 800 pessoas acompanhavam a sessão nas redes sociais e a votação ocorreu debaixo de muita pressão dos servidores. O que deu resultado: os vereadores da base aliada e até o líder do prefeito, Luiz Emanuel Zouain, votaram contra o recurso da prefeitura. Apenas Max da Mata, que não será candidato nesse ano, votou a favor.

Questionado se o medo das urnas pesou e o motivo da base votar contra projeto da prefeitura, Zouain desconversou. “Não é o momento adequado para discutir a reforma da Previdência”. Em nota, a Prefeitura disse que só “após pareceres técnicos e jurídicos é que pode tomar as decisões relacionadas às matérias.

Sessão presencial hoje
A partir de hoje, a Câmara de Vitória volta com as atividades presenciais – sessões ordinárias, solenes e comissões. Haverá restrições como limite de presença no plenário apenas dos vereadores e servidores essenciais e fechamento da galeria para o público. Parlamentar do grupo de risco pode participar das atividades de casa, já que a sessão será híbrida.

Locutor: bloco na rua
O ex-deputado Sandro Locutor (Pros) deixou o cargo de assessor especial no Detran para se dedicar à pré-campanha a prefeito de Cariacica. Já tem conversa agendada com dois partidos e deve fechar aliança semana que vem. Com exceção dos militares, servidores públicos, efetivos ou comissionados, que vão disputar devem deixar o cargo até sexta.

Deputado adia decisão sobre disputa
O deputado Luciano Machado adiou a decisão sobre se vai disputar ou não a Prefeitura de Guaçuí. “Vou definir até o dia 20, ainda estou conversando”. Questionado sobre entrevistas que teria dado em 2018 afirmando que não seria candidato a prefeito nesse ano, Luciano ponderou: “Realmente falei isso lá atrás, mas foi num momento. Não posso dar as costas para a população”.

 (Foto: Genildo/AT)
(Foto: Genildo/AT)
A vaca e os bezerros

E depois de uma sessão com bate-boca e com um deputado da oposição pedindo voto para projeto do governo, Vandinho Leite disse que a sessão da Ales estava de “vaca desconhecer bezerro”. “Quem é a vaca e quem são os bezerros?”, questionou Marcelo Santos, provocando a risada geral.

MDB nacional suspende Marcelino e Esmeraldo
Em mais um capítulo da briga interna do MDB, a Executiva nacional do partido resolveu suspender o deputado José Esmeraldo e o ex-deputado Marcelino Fraga das atividades partidárias por 60 dias, até a conclusão do processo ético-disciplinar que corre no partido contra eles. Com isso, eles não podem participar de eleições neste ano, nem falar pelo partido e nem votar em convenções para escolha de candidatos. A Executiva estadual está sob intervenção.

Guerra do outdoor
O deputado Capitão Assumção disse ontem na sessão que pagou pelo outdoor em Jardim Camburi – que usava Bolsonaro como garoto-propaganda da cloroquina e que foi retirado após notificação da prefeitura – e que ainda essa semana vai colocar outra peça no lugar.

Proteção e prevenção
O deputado Renzo Vasconcelos indicou ao governo que faça testes de Covid-19 periodicamente nos garis.

Em defesa da Codesa
Portuários fazem hoje uma carreata, às 7h, saindo de Capuaba e indo até a Ilha do Príncipe, contra a privatização da Codesa. Doze entidades portuárias assinam manifesto em defesa dos empregos e portos públicos.

Quando será a posse?
Após pedir voto para projeto do governo, o deputado independente (com ascendente na oposição) Lorenzo Pazolini passou a ser chamado de vice-líder do governo.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados