X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Política

Posse de novo secretário de Raquel Lyra, indicado pelo PDT, é uma reconciliação?

Evento marca aproximação estratégica entre governadora e seu principal adversário político



Imagem ilustrativa da imagem Posse de novo secretário de Raquel Lyra, indicado pelo PDT, é uma reconciliação?
Cerimônia foi marcada por simbologias, com a presença de Wolney Queiroz (à esquerda da foto) |  Foto: Divulgação

A governadora Raquel Lyra (PSDB) empossou, nesta quinta-feira (8), Ismênio Bezerra como novo secretário estadual da Criança e Juventude de Pernambuco. O secretário é uma indicação do PDT e o presidente nacional da sigla, o ministro de Previdência Social, Carlos Lupi, veio prestigiar a cerimônia.

Lupi esteve no Recife para dar a bênção ao correligionário numa posse marcada de simbologias e sem respostas fechadas.

Indagado sobre como ficaria sua relação com o prefeito João Campos (PSB), a partir de agora, o ministro cantarolou: “Siga seu caminho lentamente, que eu quero passar com a minha dor. Se hoje pra você eu sou espinho, espinho não machuca a flor", cantou, em coletiva, citando um trecho da música A Flor e o Espinho, um samba de Nelson Cavaquinho em parceira com Guilherme de Brito e Alcides Caminha.

O presidente nacional do PDT se contrariou com o PSB desde que o senador Cid Gomes e mais 40 prefeitos do Ceará migraram da sigla para o PSB. Respingou em Pernambuco.

Durante a cerimônia, ao fazer elogios a Raquel Lyra, Lupi também disse que Caruaru era como se fosse um país. E deu a entender que o casamento das siglas se consolidaria a partir da cidade, que ainda é almejada pelo ex-prefeito José Queiroz.

O ministro ainda elogiou a decisão da governadora de acolher a indicação do PDT e falou na possibilidade de ampliação de parcerias com o governo federal.

“Teremos muitos convênios a assinar com o ministério, trabalhos importantes para as crianças que tenham algum tipo de deficiência e vamos ter de forma pioneira as casas de atendimento para mães e crianças com deficiência”, declarou Lupi.

A aproximação

A solenidade também foi acompanhada pelo ex-deputado federal Wolney Queiroz (PDT), até então conhecido como maior adversário político de Raquel em Caruaru quando ela era prefeita (2017-2022). O ex-parlamentar, atualmente, presidente estadual do PDT e secretário-executivo do ministério da Previdência, Wolney Queiroz.

Os dois pedetistas podem ser uma ponte, ou não, para a governadora se aproximar do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Aliados da governadora também dizem que aproximação entre os adversários históricos é um alerta amarelo para o prefeito Rodrigo Pinheiro, que já considera a reeleição garantida. Rodrigo era vice de Raquel e criou asas para voar.

O bonde histórico

Há quem diga que Wolney, ao se manter como oposição a Raquel, perderia o bonde histórico de apoiar a primeira governadora natural de Caruaru. Mas ainda existem ainda controvérsias. O ex-deputado, por exemplo, até o fechamento desta matéria, não tinha postado nada da posse nas suas redes sociais, um indicativo de que está ainda pisando em ovos com seu eleitorado.

A governadora e os Queiroz já foram aliados, mas romperam quando Raquel assumiu a Prefeitura de Caruaru, antes da reviravolta na política estadual que a levou a conquistar o Palácio do Campo das Princesas como primeira mulher eleita por Pernambuco no período democrático.

O ingresso do PDT na aliança governista do estado chega após Raquel desmembrar a Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança, Juventude e Prevenção à Violência e às Drogas (SDSCJPVD) em duas novas secretarias: a de Assistência Social, Combate à Fome e Políticas sobre Drogas e a da Criança e da Juventude.

A pasta que Ismênio assume foi criada a partir da Reforma Administrativa sancionada pela chefe do Executivo estadual em janeiro deste ano.

Imagem ilustrativa da imagem Posse de novo secretário de Raquel Lyra, indicado pelo PDT, é uma reconciliação?
A cerimônia de posse ocorreu no Palácio do Campo das Princesas. Na ocasião, Raquel Lyra disse que a reorganização das secretarias vai garantir um trabalho mais focado nas políticas públicas para as crianças e jovens do Estado |  Foto: Miva Filho / Secom

A versão oficial

A cerimônia de posse ocorreu no Palácio do Campo das Princesas. Na ocasião, Raquel Lyra disse que a reorganização das secretarias vai garantir um trabalho mais focado nas políticas públicas para as crianças e jovens do Estado.

“Estamos construindo um movimento no nosso estado que busca alcançar a expectativa que o povo depositou em nós, de mudança de Pernambuco. Tenho certeza de que a experiência de Ismênio vai nos permitir chegar ainda mais longe atendendo a população, aos que esperam um governo efetivo que possa transformar a sua realidade”, disse a governadora.

O secretário Ismênio Bezerra agradeceu ao convite e propôs, no comando da pasta, realizar um trabalho em parceria com as demais secretarias.

“Nós vamos fazer um diagnóstico com a ajuda de todos os secretários. Não é possível cuidar da política de criança, de adolescente e de juventude só em uma secretaria, porque as pautas são transversais. Nós viemos aqui ajudar a governadora a servir o povo de Pernambuco para colocar os jovens no lugar principal do desenvolvimento, e cuidar das crianças como elas precisam”, afirmou o novo secretário.

Quem é Ismênio Bezerra?

O novo secretário estadual é formado em administração e, antes de assumir a nova secretaria estadual, atuava como assessor parlamentar do Ministério da Previdência Social. Já foi presidente do Instituto de Educação, Cultura e Arte (CUCA). A pasta que ele assume, atualmente, não tem muita visibilidade.

O secretário ainda atuou como assessor técnico da Câmara dos Deputados, chefe de gabinete da presidência da Câmara Municipal de Fortaleza e do gabinete do governador do Estado do Ceará (2007-2014). Anteriormente, entre 2005 e 2007, assumiu a Secretaria Nacional de Juventude.

Outros nomes presentes

Segundo o Governo do Estado, também estiveram presentes, na posse, nomes como o deputado federal Túlio Gadêlha (Rede Sustentabilidade); além dos os deputados estaduais Joãozinho Tenório (Patriota) e Socorro Pimentel (União) e o prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Mano Medeiros (PL).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: