X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Três homens são mortos por policiais em Porto de Galinhas

No dia 12, moradores e banhistas enfrentaram momentos de terror com tiroteio


Imagem ilustrativa da imagem Três homens são mortos por policiais em Porto de Galinhas
No início do mês, supostos turista do Ceará também foram presos por envolvimento em tráfico e um deles morreu em discussão com colega.

Três homens morreram em um tiroteio durante uma operação da Polícia Militar em uma comunidade de Porto de Galinhas, Ipojuca, no Grande Recife. A corporação alega que eles eram suspeitos de integrar uma quadrilha de tráfico de drogas na região. Após um confronto armado com os policiais, foram encaminhados ai hospital Carozita Brito, mas não resistiram aos ferimentos.

Segundo os policiais, os suspeitos atiraram primeiro. O incidente ocorreu no sábado (18), na Rua Betel, na comunidade de Salinas. O 18º Batalhão da Polícia Militar foi mobilizado para o local em resposta a várias denúncias de tráfico de drogas na área.

Segundo relatos da PM, testemunhas indicaram que os suspeitos estavam envolvidos no comércio ilegal de entorpecentes e ostentavam armas.

No dia 12, um homem morreu em Porto de Galinhas por suspeita de envolvimento com o tráfico, mas a morte ocorreu numa discussão entre os envolvidos. Na ocasião, uma mulher também foi atingida e três homens presos em flagrante.

Outras mortes

O final de semana envolveu outras mortes provocadas pela Polícia. Na sexta-feira (17), após um tiroteio durante uma perseguição policial no bairro de Casa Amarela, na Zona Norte do Recife, dois suspeitos morreram e uma mulher ficou ferida. No mesmo dia, três homens morreram e outro se feriu durante uma ação em Olinda.

O secretário estadual de Defesa Social, Alessandro Carvalho, negou que o estado apresente uma alta taxa de mortes causadas por policiais. Ele argumentou, durante audiência realizada na Alepe para debater o tema, que o aumento no número de mortes em operações policiais reflete o cenário nacional.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: