X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Mãe que explorava sexualmente duas filhas menores é presa na Varzéa

Polícia Civil prendeu a mulher em flagrante por perseguição. Ela queria retomar guarda das meninas que hoje moram com uma tia


Imagem ilustrativa da imagem Mãe que explorava sexualmente duas filhas menores é presa na Varzéa
A própria família da mulher denunciou o caso à polícia |  Foto: Reprodução

A Polícia Civil de Pernambuco, por meio de equipe da Delegacia da Várzea,  comandada pelo Delegado Luiz Alberto Braga, prendeu na última segunda-feira (27) em flagrante, uma  mulher pelo crime de perseguição, cometido contra as suas duas filhas.

Segundo a Polícia, a mulher foi afastada do convívio com as filhas porque cometeu o crime de exploração sexual das meninas quando elas tinham 10 e 12 anos de idade. A mulher levava as crianças para um local de prostituição, onde as duas crianças se prostituíam para sustentar o vício em crack da mãe. Ainda segundo a polícia, há informações que as meninas também tornaram-se usuárias da droga.

CRIMES

A polícia chegou até a suspeita através de denúncias dos próprios familiares. As duas crianças, hoje adolescentes, estão sob os cuidados de uma tia e fazem reabilitação em uma clínica especializada por conta do uso do crack. A mãe delas ameaçava os parentes, querendo recuperar as meninas. Foi quando os familiares denunciaram o caso a polícia. A mãe das meninas foi autuada pelo crime de perseguição, mas será indiciada também pelos crimes de estupro de vulnerável e exploração sexual de menores.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: