X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Jovem de 19 anos é morta após defender idoso de agressão no Recife

Crime ocorreu na comunidade Coqueiral, no bairro da Imbiribeira, e investigações estão em andamento


Imagem ilustrativa da imagem Jovem de 19 anos é morta após defender idoso de agressão no Recife
Detalhes mais aprofundados do homicídio de Roberta podem ser acompanhados nesta segunda-feria, na TV Tribuna (canal 4.1), a partir das 13h |  Foto: Divulgação nas redes sociais

O enterro de Roberta Souza do Nascimento Nascimento, 19 anos, será realizado neste domingo (31), às 9h, no Cemitério de Santo Amaro, Zona Norte do Recife. A jovem faleceu nesta última sexta-feira (29), após defender um idoso de agressão, na Rua Dom João VI, no bairro da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife.

As investigações sobre o assassinato continuam em andamento no 1ª Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoal após serem iniciadas pela Força-Tarefa.  

O suspeito se chama Fernando, de idade não revelada. Segundo versões de testemunhas, o homem seria ex-presidiário e teria ficado furioso por Roberta interceder a favor do idoso e pedir que ele parasse de agredi-lo. Familiares contaram à reportagem não saber o motivo que teria levado o criminoso a agredir um senhor de idade, de nome não revelado, Roberta interecedeu porque queria ajudá-lo.

Após uma discussão, Fernando teria ido em casa. Pegou uma arma de fogo, voltou e atirou várias vezes contra Roberta. O crime provocou indignação e dor na comunidade. O homicídio deixou várias lesões provocadas por arma de fogo. 

O caso está sendo investigado pelo 1º Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa. As informações serão aprofundadas na 1ª Edição do Jornal da Tribuna, por meio de reportagem de Marwyn Barbosa, nesta segunda-feira (1º), a partir das 13h, canal 4.1.

Até o fechamento desta matéria, às 13h55, não havia notícias de prisão em flagrante do suspeito. "As investigações foram iniciadas e seguirão até a completa elucidação do crime", diz um trecho da nota enviada pela Polícia Civil.

.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: