X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Economia

Série de encontros discute caminhos para o desenvolvimento sustentável do Estado

Revista Algomais e Rede Gestão realizam encontros para debater o planejamento de longo prazo da economia pernambucana


Imagem ilustrativa da imagem Série de encontros discute caminhos para o desenvolvimento sustentável do Estado
Ex-senador Cristovam Buarque foi o primeiro convidado do projeto "Pernambuco em Perspectiva" |  Foto: Divulgação/AlgoMais

A Revista Algomais se une à Rede Gestão (grupo composto por 30 empresas da iniciativa privada pernambucana) no projeto Pernambuco em Perspectiva – Estratégia de Longo Prazo para debater o panorama da realidade do Estado e vislumbrar os caminhos para seu desenvolvimento. O objetivo é, por meio do debate, contribuir para que Pernambuco se torne um Estado próspero, com mais justiça social e sustentabilidade ambiental a partir de uma visão de planejamento de longo prazo.

Os debates serão realizados por meio de uma série de encontros (workshops Pernambuco em Perspectiva - Estratégia de Longo Prazo), reunindo especialistas de diferentes áreas para propor caminhos ao futuro do Estado. Essas discussões terão como premissa seis pilares fundamentais para o desenvolvimento de Pernambuco: educação de alta qualidade; sustentabilidade ambiental e climática; gestão pública eficaz; ciência, tecnologia e inovação; empreendedorismo dinâmico e infraestrutura adequada.

A edição mais recente do workshop aconteceu no dia 4 de junho, no auditório do Empresarial RioMar 5, com a palestra do ex-senador e ex-ministro da Educação Cristovam Buarque. Diante de um público de mais de 200 participantes, ele foi enfático ao defender a federalização da educação básica no País. Atualmente, essa parcela da formação educacional brasileira fica sob a responsabilidade dos municípios, que são entre os entes federativos os que têm menor orçamento.

O próximo encontro será no dia 23 de julho, às 19h, no mesmo auditório e terá como palestrante o ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Armando Monteiro Neto que apresentará o tema A inserção competitiva de Pernambuco na nova política industrial do País.

A urgência do Planejamento de Longo Prazo

Nas últimas décadas, o Brasil não priorizou o planejamento de longo prazo para o desenvolvimento dos Estados. A importância de se planejar o futuro econômico é perceptível ao se analisar a história recente de Pernambuco. Na metade do século passado, surgiram instituições especializadas em pensar o futuro da economia pernambucana, como o Codepe, a Fidem e a Sudene. Merece destaque também o trabalho de especialistas como o padre Joseph Lebret. O Complexo Portuário e Industrial de Suape é um exemplo do resultado desse esforço.

"Toda as grandes obras de infraestrutura de Pernambuco foram pensadas ou planejadas na década de 50. O Complexo Industrial Portuário de Suape, estaleiro, refinaria, Transnordestina...mas o tempos eram outros, a economia era outra. O que se pensa para o futuro de Pernambuco  dentro de um planejamento tecnológico e sustentável?", provoca o sociólogo Ricardo de Almeida, consultor em estratégia empresarial e um dos coordenadores do projeto Pernambuco em Perspectiva.

Para Ricardo de Almeida, a vontade política de gestores públicos comprometidos com o desenvolvimento conta muito neste desafio, mas o envolvimento da sociedade também é fundamental. "Não tem nenhum governo que seja maior do que a sociedade", resume Ricardo de Almeida, propondo o engajamento dos empresários e gestores, públicos e privados nesta jornada.

ÁREAS DE ATUAÇÃO

No momento atual, quando desafios como os impactos das mudanças climáticas e da transformação digital afetam profundamente a sociedade em todo mundo, é urgente e imprescindível se pensar no planejamento de Pernambuco para transformar essas perspectivas em oportunidades. É o caso, por exemplo, do desenvolvimento da produção de energias renováveis e a capacitação dos profissionais para atuar num mercado onde predominam as altas tecnologias.

Ao propor um debate sobre o futuro de Pernambuco, a Algomais e a Rede Gestão visam contribuir na busca de caminhos para desenvolver o Estado a partir da seguinte visão de futuro: Em 2037, quando Recife será a primeira capital do País a completar 500 anos, Pernambuco será um Estado mais próspero e com mais qualidade de vida e justiça social, por meio de um empreendedorismo privado reforçado e dinâmico e de uma gestão pública mais eficaz. Essa realidade terá sustentada por ciência, tecnologia e inovação de ponta (em estreita articulação com as universidades públicas e privadas locais) e por uma educação de alta qualidade em todos os níveis, com uma infraestrutura adequada às exigências do desenvolvimento.

Esse futuro almejado também será sustentável do ponto de vista ambiental e climático (não só se adequando às exigências das mudanças do clima, mas tirando o máximo proveito da maior exposição ao sol no semiárido e do excesso de ventos no litoral na geração de energia limpa e mais barata para o desenvolvimento).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: