X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Cidades

Motorista de Uber ameaçado de morte por justiceiros da internet após caso de cadela

Vídeo divulgado de forma injusta na internet mostra placa de profissional e viraliza



Imagem ilustrativa da imagem Motorista de Uber ameaçado de morte por justiceiros da internet após caso de cadela
Ativista Douglas Brito deu conselhos ao verdadeiro tutor sobre as fomas de proteger melhor seu animal |  Foto: Reprodução da TV Tribuna

Um motorista de Uber passou a ser ameaçado de morte, desde o domingo passado (10), após ser acusado, de forma injusta, de ter abandonado uma cadelinha na Rua Rodrigues Ferreira, na Várzea, na Zona Oeste do Recife.

O homem, que não quis se identificar durante a entrevista, perdeu a segunda-feira de trabalho, por medo de ser agredido ou linchado nas ruas. Os justiceiros da internet chegaram a ameaçá-lo de morte.

O condutor estava com os olhos marejados quando concedeu entrevista ao Brasil Urgente, programa jornalístico exibido na TV Tribuna PE de segunda a sexta-feira, a partir das 16h, sob o comando de Artur Tigre. A reportagem foi de Marwyn Barbosa.

O motorista teve a placa do seu carro divulgada na internet, em vários perfis de instagram, de forma injusta. Tudo começou quando uma mulher o acusou, sem provas, de abandonar o animal na via pública. Ela gravou um vídeo mostrando a cadelinha correndo na rua, filmou a placa e o chamou de “nojento”.

Um dente em troca de uma vida

Além do motorista de aplicativo, o nome da pessoa que comprou o carro para ajudá-lo também foi parar na internet, onde se prega o “olho por olho, dente por dente”, mas se age cobrando um dente por uma vida. A cachorrinha, afinal, pertencia a um cliente que pegou o Uber. Não houve abandono.

Familiares da vítima responderam às falsas acusações na internet e, mesmo assim, a mulher se recusou a retirar as imagens divulgadas, certa de que estava fazendo “justiça” - o risco que corre o estado de direito, que assegura os mesmos direitos e proteções para todas as pessoas, assim como impede que alguém esteja acima da lei.

“Eu fiquei horrorizada porque as redes sociais têm um alcance muito grande, gigantesco, as pessoas não têm noção. Eu ainda tentei falar com várias dessas páginas e não me deram ouvido, para eles é assim: o direito de resposta realmente não existe. Eles esquecem que tem a vida da pessoa”, disse a esposa do motorista, que também manteve o anonimato. 

A mulher ainda respondeu com deboche, segunda a esposa do motorista de Uber.  "Já que ele não deve, ele que procure a delegacia", reagiu a suposta justiceira, ao responder aos pedidos de socorro para retirar o vídeo.

O ativista da causa animal Douglas Brito falou sobre o assunto após conversar com o tutor da cadelinha e realmente saber o que aconteceu. Ele foi informado que a cachorrinha às vezes escapava quando o dono saía de casa.

“Hoje, infelizmente, a gente tem uma rede de juízes e julgadores que querem fazer justiça com as próprias mãos. Então, tudo que se vincular, tudo que é divulgado, a gente tem que ter muito cuidado na divulgação”, disse Douglas, que interveio para ajudar o motorista do Uber e identificar o responsável pelo animal. Todos deram entrevista à TV Tribuna.

A cachorrinha, chamada de Churica, passa bem, depois de escapar de casa e começar a seguir o carro que conduzia o tutor.  Ele disse ao motorista do Uber, na ocasião, que era comum a cadela correr atrás dele.

O tutor foi orientado por Douglas, no entanto, a ter mais cuidados com o animal e aceitou assinar um termo se comprometendo com segurança do animal, que permaneceu sob sua tutela. As imagens feitas pela TV Tribuna mostram a cachorrinha no colo do tutor na maior alegria.

O motorista de Uber, por sua vez, afirmou que prestará queixas contra a mulher que divulgou indevidamente sua placa de carro, colocando sua vida em risco.


Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: