search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Pedro Rocha chora em apresentação no Flamengo

Esportes

Esportes

Pedro Rocha chora em apresentação no Flamengo


Pedro Rocha se emocionou na apresentação no Flamengo (Foto: Paula Reis/Flamengo)
Pedro Rocha se emocionou na apresentação no Flamengo (Foto: Paula Reis/Flamengo)

Defender o clube do coração é um sonho da maioria dos jogadores de futebol. E antes mesmo de entrar em campo com a camisa do Flamengo, o capixaba Pedro Rocha não segurou a emoção. O atacante foi apresentado oficialmente nesta terça-feira e chorou ao falar do pai e da escolha de jogar pelo time que ele torce desde a infância.

Pedro Rocha vestiu a camisa de número 32, que usará durante a temporada, e foi apresentado ao lado do vice-presidente de futebol, Marcos Braz, e do diretor de futebol, Bruno Spindel, no Ninho do Urubu.

“Expectativa muito grande. Estou sonhando com esse momento de chegar e entrar no Maracanã vestindo a camisa do Flamengo. Emoção muito grande. Estou contando as horas para esse momento”, declarou o jogador, que lembrou da infância.

“Minha infância foi muito boa, sempre acompanhando o Flamengo. Foi de muita luta para chegar e realizar este sonho e estar num grande clube como o Flamengo. Agora é trabalhar ainda mais para manter e seguir por muito tempo”, lembrou.

O capixaba explicou a escolha, depois de sair do Cruzeiro: “A gente escolhe o que o coração manda. Escolher o Flamengo é a coisa mais fácil do mundo. Escolher meu clube do coração e de toda a minha família é uma emoção muito grande. A gente sonha muito com isso”.

Pedro Rocha também se emocionou ao falar do pai, Jessé Neves, que também torce para o Flamengo e esteve no Ninho do Urubu.

 Pedro Rocha com a camisa do Flamengo em 2010, ao lado dos pais Rosineide e Jessé (Foto: Acervo pessoal)
Pedro Rocha com a camisa do Flamengo em 2010, ao lado dos pais Rosineide e Jessé (Foto: Acervo pessoal)

“Se hoje estou aqui, é muito por ele. Ele que me ensinou o que é futebol. Sei que é um sonho para ele. Ele tentou. Meu sonho é o sonho dele”, disse.

Aos 25 anos, Pedro Rocha chega por empréstimo, junto ao Spartak Moscou, até o fim de 2020, com opção de compra no fim do período. Antes de ser vendido para o clube russo por 12 milhões de euros, ele se destacou com a camisa do Grêmio, entre 2015 e 2017, onde conquistou a Copa do Brasil em 2016. No ano passado, defendeu o Cruzeiro, rebaixado no Brasileirão, mas sem o mesmo destaque.

O capixaba chega para um setor concorrido no clube carioca, que também conta, por exemplo, com Bruno Henrique, Éverton Ribeiro e Michael, revelação do Brasileirão do ano passado pelo Goiás.

Pedro Rocha beija o pai Jessé Neves (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Pedro Rocha beija o pai Jessé Neves (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados