search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Pastor candidato a vereador é preso em operação contra tráfico de drogas

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Pastor candidato a vereador é preso em operação contra tráfico de drogas


Pastor Elisamar foi preso nesta quinta (Foto: Reprodução / TSE)
Pastor Elisamar foi preso nesta quinta (Foto: Reprodução / TSE)
Um pastor evangélico candidato a vereador em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, Rio de Janeiro, foi preso na manhã desta quinta-feira (29), durante operação do Ministério Público e Polícia Civil. Elisamar Miranda Joaquim, que é filiado ao PDT, é apontado como chefe do tráfico no Complexo do Roseiral.

De acordo com o Ministério Público, Elisamar é irmão de Eliezer Miranda Joaquim, o Criam, uma das lideranças do Comando Vermelho na cidade. Criam está preso e teria sido o idealizador da entrada de Elisamar na política.

A ideia da família era de que, com mandato, o pastor teria influência em serviços públicos, permitindo a ampliação dos domínios da quadrilha.

Além de Elisamar, foram cumpridos mandados de busca e apreensão contra 24 pessoas.

Ainda de acordo com o Ministério Público, o grupo criminoso era constituído sob a forma de milícia e praticava atos como imposição de monopólio na venda de cestas básicas, gás de cozinha e taxa para motoristas de vans circularem na região.

"Por meio de interceptações telefônicas, autorizadas pela Justiça, foi possível identificar o modo de atuação do grupo, que incluía a prática de extorsões e ameaças, além de desvendar a hierarquia de funcionamento da organização, com a identificação das funções exercidas por cada um dos participantes. Segundo a Polícia, o grupo criminoso, ligado ao Comando Vermelho, estaria por trás de diversos assassinatos na região", afirmou o MP em nota.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados