search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Paraguai usa Gaúcho para retaliar ato de Bretas
Cláudio Humberto
Cláudio Humberto

Cláudio Humberto


Paraguai usa Gaúcho para retaliar ato de Bretas

Diplomatas brasileiros consideram que o Paraguai usa o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho, preso já há dez dias em Assunção como se fosse um bandido perigoso, para retaliar o recente decisão do juiz Marcelo Bretas, do Rio, que mandou prender Horacio Cartes, ex-presidente do Paraguai.

O plano era impor algo semelhante a algum político brasileiro de má fama, mas sobrou para o craque. Horacio Cartes é acusado de ajudar na fuga do “doleiro dos doleiros” Dario Messer, já preso.

Livre, leve, solto
Rico e influente, Cartes é foragido da “Operação Câmbio, Desligo”, do Brasil, mas não é incomodado no Paraguai, onde continua influente.

Há quem acredite
Cartes usa paixões nacionalistas e conexões no governo, na Justiça e na imprensa para difundir que sua prisão “fere a soberania paraguaia”.

Nada mais paraguaio
Horacio Cartes multiplicou a fortuna inundando o mercado brasileiro de cigarros contrabandeados, e teria sido financiado pelo pai do doleiro.

Vingança cruel
Humilhando o craque, mantendo-o preso, o Paraguai tenta retaliar, além do mandado de Bretas, um longo histórico de queixas do Brasil.

Com chuvas dentro do normal, Amazônia “apagou”
Não foi o coronavírus o responsável pelo sumiço do noticiário dos incêndios e desmatamento na Amazônia. Ao contrário do ano passado, 2020 começou com chuvas dentro da normalidade, segundo o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), e dados em tempo real do INPE mostram desmatamento 8,8% menor que 2019 desde janeiro, 30,1% menor que 2018 e 25,6% menor que o visto em 2016, governo Dilma.

Memória Temer
O melhor início de ano para a Amazônia Legal, segundo o INPE, foi 2017, com “apenas” 233,68 km2 desmatados. Metade do nível atual.

Outros tempos
Em abril do ano passado já pipocavam notícias, algumas falsas, sobre o aumento do desmatamento e as primeiras menções a incêndios.

Não era o governo?
A pesquisadora Erika Berenguer (Oxford) citou as altas temperaturas e secas piores causadas pelo aquecimento global para explicar 2019.

Ops, foi mal
Menos de 24 horas depois de afirmar não serem necessárias medidas como cancelar grandes eventos em São Paulo, em razão do coronavírus, o governador de São Paulo, João Doria, mudou de ideia.

Marcha à ré
Assim como Doria, o ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) ameaçou criticar a decisão rápida do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, de suspender aulas e eventos. Depois recuaram.

Saudades de Fernando
Pré-candidata do PT à prefeitura do Recife, a deputada Marília Arraes deixa escapar uma lágrima furtiva, quando lembra do ex-ministro da Justiça Fernando Lyra, que a descobriu e convenceu entrar na política aos 20 anos, quando se elegeu vereadora em Pernambuco.

Aquele abraço
A deputada Caroline de Toni (PSL-SC) comemorou a campanha de vaquinha para ajudar D. Cida, mãe do menino Fábio, morto pela trans Suzy, estrela do Fantástico da semana passada. Foram R$ 200 mil.

Leitão é antivírus
O coronavírus causou pânico essa semana, na Câmara. Mas não foi o suficiente para afastar Fábio Ramalho (MDB-MG), que chegou mais uma vez à Casa, na quarta, com leitões assados para os colegas.

Protesto (meio) marcado
Após o pedido para suspender as manifestações marcadas para hoje, as redes sociais reagiram. “Já que Bolsonaro está destruindo a destruição, como disse Dilma, vamos cancelar o cancelamento”.

Ironia no mundo real
O 11º Fórum sobre Medicamentos no Brasil foi suspenso por causa do surto de coronavírus, doença que ainda não tem remédio, nem vacina. O tema era “Acesso a Produtos Inovadores e Terapias Avançadas”.

Denúncia investigada
A Polícia Federal pediu cópia da gravação em que o vice-líder do governo no Senado, Chico Rodrigues (DEM) afirma que o deputado Édio Lopes (PL) e o ex-senador Romero Jucá (MDB) desviaram R$ 12 milhões do Distrito Sanitário Especial do Leste, em Roraima, e incendiaram o prédio sede do órgão para apagar as provas.

Pensando bem...
...no vale-tudo da política, só faltaram fogos de artifício após as fofocas sobre a “contaminação” de Bolsonaro. Tudo fake, menos a torcida.

Poder sem pudor

Brizola e o PT fashion
Na campanha presidencial de 1989, Chico Buarque abriu sua casa para candidatos “progressistas”. Era um palco armado para o PT, mas Chico, gentil, convidou também o pedetista Leonel Brizola. A certa altura, diante de plateia petista, ouviu-se a voz de uma mocinha fantasiada de Lula-lá: “Nós, jovens, preferimos o PT ao PDT. Como o sr. explica isso?” Brizola coçou a cabeça e devolveu a provocação, fechando o tempo: “Pelo menos no seu caso, parece ser uma questão de estética. Para algumas pessoas, a estrela do PT fica melhor na indumentária.” Por pouco a reunião não acabou em baixaria.

Colaboram: André Brito, Jorge Macedo e Tiago Vasconcelos

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Cláudio Humberto

Bolsonaro isola o DEM e procura quem tem votos

O presidente Jair Bolsonaro cansou de apostar na relação com os presidentes da Câmara e do Senado, a cujo partido entregou o controle de ministérios importantes, como Saúde e Cidadania, mas, apesar …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Mandetta reduz o tom tentando não ser demitido

O ainda ministro da Saúde adotou uma atitude moderada, no fim da tarde de ontem, no Planalto, na tentativa de conservar o emprego. Mas, por via das dúvidas, deu aparência de prestação de contas à sua …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Bolsonaro tem três opções para o lugar de Mandetta

Luiz Henrique Mandetta estava adorando tudo isso. Alçado a liderança política nacional, elogiado pela oposição, o ministro da Saúde se sentia à vontade até para ignorar as opiniões, mesmo toscas, do …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Chance de perder o emprego é baixa para 61,5%

Pesquisa Diário do Poder/Orbis, que aferiu a percepção dos brasileiros sobre os efeitos da pandemia da Covid19 na economia, revela um inesperado otimismo: os entrevistados consideram “muito baixa” …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Exclusivo: 67% do País estão “muito preocupados”

"Médico não abandona paciente” Ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) desapontando quem torcia por sua demissão Exclusivo: 67% do País estão “muito preocupados” Levantamento exclusivo …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Coronavírus: governo é o poder mais bem avaliado

Levantamento exclusivo Diário do Poder/Orbis revela que apesar de todas as controvérsias, a maior parte (38,3%) dos entrevistados atribui ao governo o trabalho mais efetivo no combate ao coronavírus, …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Área pública impõe sacrifícios, e se finge de morta

Representado pelos Três Poderes, o setor público cria leis e decretos e só comunica ao setor privado, que o sustenta, quanto vai custar a crise em empregos suprimidos e empresas quebradas. Inventam …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Reprovação de 52% fez Bolsonaro mudar atitude

A população está muito insatisfeita com a conduta de Jair Bolsonaro no enfrentamento do coronavírus, como mostram pesquisas devastadoras, daí a sua decisão de melhorar o discurso. Ele agora …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Exclusivo: “isolamento social” tem apoio de 81,1%

Levantamento exclusivo encomendado pelo site Diário do Poder à Orbis Pesquisa sobre as consequências da pandemia do coronavírus, mostra que 81,1% dos entrevistados dizem ser favoráveis ao “isolamento …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Mandetta gera ciúmes e governo altera estratégia

A crise do coronavírus acabou por revelar, por seu protagonismo, a nova liderança política nacional do ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde), cujo nome já supera outros bolsonaristas, como o …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados