search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Pai mata filho e depois se suicida para que criança não seja vacinada contra a Covid

Notícias

Publicidade | Anuncie

Internacional

Pai mata filho e depois se suicida para que criança não seja vacinada contra a Covid


O executivo Stephen O'Loughlin, 49 anos, é acusado de matar a tiros o próprio filho, Pierce, 9 anos, para que a criança não recebesse a vacina contra a Covid-19. O caso aconteceu em São Francisco, nos Estados Unidos.

De acordo com o jornal Strambotic, a polícia local fez uma reconstrução do assassinato e apontou que Stephen se matou após atirar no filho.

Stephen e Pierce (Foto: Reprodução/ The Guardian)
Stephen e Pierce (Foto: Reprodução/ The Guardian)

O advogado de Lesley Hu, mãe de Pierce, relatou que o executivo sofria de uma doença mental. Ele ficava paranóico com as vacinas e com a saúde da criança, afirmando que o filho sofreu efeitos colaterais de imunizantes que recebeu quando era bebê.

Divorciada desde 2016, Lesley tentava a guarda exclusiva de Pierce, ainda segundo o site.
 

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados