search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Pacientes internados com coronavírus vão poder receber visitas em Minas Gerais

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Pacientes internados com coronavírus vão poder receber visitas em Minas Gerais


Os pacientes que estão internados em hospitais administrados pelo estado de Minas Gerais poderão receber visitas, presenciais ou virtuais, de familiares e amigos. A lei foi sancionada pelo governador Romeu Zema (Novo) e publicada no Diário Oficial no sábado (27).

A lei é proveniente de Projeto de Lei (PL) aprovado pela Assembleia Legislativa no último dia 4 de julho. As informações são do jornal Estado de Minas. 

Ainda de acordo com o jornal, os encontros devem seguir todas as recomendações sanitárias para evitar contágios e também vão poder ser impedidos caso haja indicação médica.  

"Os contatos remotos, por sua vez, só não poderão ocorrer se houver falta de equipamentos necessários para tal", complementou o jornal. 

 A lei foi sancionada pelo governador Romeu Zema (Novo) e publicada no Diário Oficial no sábado (27).  (Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil)
A lei foi sancionada pelo governador Romeu Zema (Novo) e publicada no Diário Oficial no sábado (27). (Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil)

O texto sancionado pelo Executivo diz que os equipamentos para as videoconferências - celulares, tablets etc - podem chegar aos hospitais por meio de doações. 

“Cientes do custo para a devida implementação e da escassez de recursos públicos estaduais, buscamos promover a efetiva concretização das videoconferências pela abertura de um amplo canal de doações, para que empresas, entidades do terceiro setor e cidadãos possam contribuir com equipamentos tais como celulares, tablets, roteadores, dentre outros pertinentes à operacionalização das chamadas de vídeo”, acrescentou, ao justificar a proposição, o deputado Dalmo Ribeiro (PSDB).


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados