search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Os superclubes...
Gilmar Ferreira
Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira


Os superclubes...

Grosso modo, levando em consideração que no Brasileirão de pontos corridos as partidas decisivas são aquelas contra os mais diretos concorrentes, sinto-me em condições de dizer que o Flamengo perdeu apenas um dos últimos dez títulos que decidiu.

Da conquista da Taça Rio de 2019, há dois anos, até esta final da recém-criada Supercopa, contra o Palmeiras, em Brasília, o time milionário, com jogadores de nível europeu e astros do mercado interno, só perdeu uma disputa de troféu: a final do segundo turno do Carioca de 2020.

Mas, fora isso, levou também a Taça Guanabara de 2020, o bicampeonato carioca (2019/20), o bi do Brasileiro (2019/20), a Libertadores de 2019, e a Supercopa e a Recopa de 2020.

Sucesso

É, portanto, a prova de que o projeto esportivo da administração Rodolfo Landim é realmente um sucesso. A política institucional, pouco humanitária e extremamente capitalista, é decepcionante e cruel. Mas não se pode negar que esportivamente o Flamengo é hoje o mais bem-sucedido dos superclubes de futebol do País.

Tem elenco invejável, segue produzindo jogadores com potencial de mercado internacional e, em termos corporativos, mantém a estrutura antenada aos movimentos da economia global.

Os jogadores vão a campo sabendo que estão a serviço de empresa líder do seu segmento, adorada por consumidores, e dependente das vitórias que o time produz duas ou três vezes por semana.

Ciclo virtuoso que o Palmeiras, adversário desta manhã, conhece bem. O clube, que estava no caminho da falência após a queda de 2012, reestruturou-se e conquistou, nos últimos cinco anos, duas Copas do Brasil (2015/20), dois Brasileiros (2016/18) e uma Libertadores (2020).

Dinheiro

A diferença, em relação ao Flamengo, está na captação do dinheiro que viabilizou o projeto esportivo. Primeiro, através de um empréstimo com seu presidente (Paulo Nobre), e depois com a patrocinadora.

A dívida hoje é estimada em R$ 160 milhões, e o trabalho visa à valorização dos jovens de suas divisões de base para a quitação. Corporativamente, os dois clubes têm modelo de gestão muito parecido.

Máquina financeira

Por isso, o confronto desta manhã é mais do que a disputa de mais um troféu para a galeria. O título é o aditivo necessário para fazer girar a máquina financeira que os distingue dos demais. Porque é ela que dá a Flamengo e Palmeiras superpoderes competitivos. Vejamos...

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Os cem dias

A prestação de contas do plano de metas elencadas para os primeiros 100 dias da gestão de Jorge Salgado na presidência do Vasco não é das mais animadoras para o torcedor. Porque em última análise o …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Deu aula!

Dos 14 jogadores utilizados pelo Manchester City ontem nos 2 a 0 sobre o PSG, com gols do franco-argelino Mahrez, apenas três eram ingleses. Do outro lado, dos 16 que foram a campo com a camisa do …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

Rogério Ceni e Roger Machado fazem das semifinais do Carioca um estratégico laboratório para a construção e aperfeiçoamento de equipes competitivas. Joga-se muito no futebol brasileiro e não há outra …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Gol e paixão

Aos 37 anos, Fred marcou na quarta-feira o oitavo gol em seu sétimo jogo na temporada. Ainda que quatro deles tenham sido contra adversários de menor expressão, um foi contra o Vasco e outros três em …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Fora da ordem

A tão esperada reestruturação da dívida do Vasco ainda não saiu do papel. Mas não é por incompetência. É mesmo pela falta de recursos financeiros para acordo com credores, algo que faz crescer o que …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões...

Não ouvi um só morteiro estourado após a conquista da Taça Guanabara na noite de sábado. Pudera: a rotina tem sido tão exaustiva em termos de comemoração que as torcedores do Flamengo já economizam …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Sabor de vitória

Dos 14 jogadores que o vitorioso Marcelo Gallardo levou a campo ontem à noite, no Maracanã, para enfrentar o Fluminense na estreia do River Plate na Copa Libertadores, nove estiveram na final da …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Não deu liga...

Aporte financeiro de US$ 4,8 bilhões garantido pelo JP Morgan e modelo de disputa repetindo premissas da NBA e da NFL. O projeto de criação da Superliga de Clubes Europeus me parecia ter mais do que …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões...

As derrotas do Vasco para Portuguesa/RJ e Volta Redonda nas duas primeiras rodadas acabaram como divisor de águas para a definição dos quatro semifinalistas do Campeonato Carioca. Como esperado, …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Primeiro estágio

Em sua palestra a profissionais matriculados no curso de aprimoramento para a Licença Pro da CBF Academy, na semana passada, o francês Arsène Wenger abriu a dissertação falando que há dois tipos de …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados