search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

"O que está faltando para o Estado são respiradores", diz Casagrande

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

"O que está faltando para o Estado são respiradores", diz Casagrande


O governador Renato Casagrande disse que, desde janeiro, quando os casos do novo coronavírus se multiplicavam na China, o Estado já iniciava um plano para aumentar o número de leitos nos hospitais, caso a covid-19 chegasse ao Espírito Santo. 

O plano montado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) pertmitiu a criação de hospitais de referência pelo Espírito Santo para receber os pacientes e mais de 100 leitos já foram abertos para o tratamento dessas pessoas 

Segundo Casagrande, a ideia é construir novos leitos equipados para esses pacientes e que esse total seja, pelo menos, 300 vagas. No entanto, o governador revelou que a dificuldade encontrada até aqui para atingir essa meta é a compra de respiradores. 

"O que está faltando para o Estado são respiradores. Máscaras estamos resolvendo aqui. O sistema prisional nosso está começando a produzir máscaras e diversas empresas também estão produzindo. Os equipamentos de proteção individual estamos resolvendo com as empresas locais e iniciativas locais. Mas o que nós não conseguimos resolver ainda são os respiradores. Estamos nos preparando desde janeiro para conseguir leitos, mas não temos conseguido na mesma proporção número de equipamentos. É o maior problema que temos enfrentado", admitiu ele. 

Casagrande já informou em outras oportunidades que essa compra tem sido dificultada porque todos os países estão em busca desses equipamentos devido a necessidade provocada pelo número de pacientes internados com complicações causadas pela covid-19. "Estamos nessa busca frenética", garantiu.

Seguindo a recomendação do Ministério da Saúde, o governador também orientou as pessoas que usem máscaras para se protegerem do vírus, até mesmo aquelas de pano. No entanto, alertou que, mesmo com esse cuidado, as pessoas não devem relaxar na higienização e no distanciamento social.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados