search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

O novo presente, a ansiedade de futuro e o desafio da esperança
Tribuna Livre

O novo presente, a ansiedade de futuro e o desafio da esperança

“Existirmos: a que será que se destina?” À beira da perda que desatina, Caetano fez filosófica rima para questionar a vida e sua sina. Ao incrementarmos o subir à tona da existência, após mergulho forçado às claustrofóbicas profundezas pandêmicas, à frente da turva retina põe-se tarefa cristalina: calibrar porções do presente e do futuro na formulação da rotina.

Tal missão se trata do evidente destino sob o Sol – também adicionado do desafio de conjugar no contemporâneo o passado recorrente. Mas dos buracos do ocorrido recente e seu luto, conversemos à frente. Fiquemos, por ora, na contingência que pode somar angústia extra à retomada, ao incrementar a presença das expectativas na pauta de um cotidiano que ainda vê o horizonte pela fresta, mas que tem pressa de porvir.

No instantaneísmo que candência a experiência midiático-consumista do nosso tempo, vertiginosamente atualizado pela digitalidade, já se penava das ansiedades do excesso de futuro num presente depreciado, gerando montanhas de resíduos de pretérito não reciclável, posto que não memorável.

Há milênios, já se sabe que nunca apreciamos um mesmo rio. Mas a radicalidade da impermanência vem se alucinando ao crescente ritmo inumano das capacidades operativas das máquinas digitais e do sistema produtivo a elas acoplado, numa lógica muito além do fôlego humano de saborear a vida.

Neste retorno a algum normal, o já tão marcante desvirtuamento da experiência temporal pode ensejar novos patamares de mal-estar e ainda alvejar um elemento essencial à existência humana, a esperança, que lá do futuro manda suas miragens a colorir de promessas e desejos o hoje.

Corre-se o risco de cada vez mais se querer acelerar a travessia do presente virótico, ansiando vertiginosamente o futuro vacinado, ornado com as vestes do amanhã imunizado. Afinal, a expectativa por dias melhores se tornou o fiel da sanidade psíquica e a base de projetos redentores – e certamente se incrementará com o correr dos dias das voltas. Tirando o cético poético de Quintana, para quem a “esperança é um urubu pintado de verde”, ou de Borges, a quem se atribui que “a esperança é o mais sórdido dos sentimentos”, resta evidente que, à la Zeldin, “a esperança é a origem da humanidade”.

Assim, neste novo presente, esperançar é desafio ainda maior. Não podemos deixar que a esperança se torne ilusão narcotizante, miopia do agora, onde verdadeiramente se constrói o amanhã, ao mesmo tempo em que não podemos abrir mão de seu doce e inspirador aceno lá de adiante.

É preciso caprichar no exercício de conjugar os verbos da vida em presente e em futuro. Difícil gramática existencial, especialmente em tempos tão irregulares. Mas como poetizou Ana Vianna, “a vida é um sopro de tempo ofertado/ sendo nosso gesto verdadeiro recebê-lo/ E ousá-lo”. E o templo da ousadia é o hoje, ainda que norteado pela esperança que à distância ilumina, tendo sempre em vista que a matéria vida é “tão fina”.

José Antonio Martinuzzo é doutor em Comunicação, pós-doutor em Mídia e Cotidiano, professor na Ufes, membro da Escola Lacaniana de Psicanálise de Vitória

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Todos estão preparados para a Lei Geral de Proteção de Dados?

É notório que a pandemia apressou os processos de transformação digital e ampliou a virtualização das relações sociais. Neste contexto de massificação das interações pelo ciberespaço desponta de …


Exclusivo
Tribuna Livre

Biblioteca escolar é fundamental na formação de todo cidadão

Longe de constituir mero depósito de livros, a biblioteca escolar é um centro ativo de aprendizagem. Nunca deve ser vista como mero apêndice das unidades escolares, mas como núcleo ligado ao …


Exclusivo
Tribuna Livre

Alternativas para o lixo urbano durante a pandemia da Covid-19

Na pandemia, aqueles que “podem” estão reclusos em casa trabalhando em home office e cuidando dos seus familiares. O maior tempo em casa implica aumento no consumo de alimentos, boa parte deles …


Exclusivo
Tribuna Livre

Trabalho para levar alívio e ausência da dor para o paciente

Passar por um procedimento cirúrgico pode ser bastante preocupante para muitas pessoas. A ideia de estar em uma mesa de cirurgia, vulnerável à equipe médica e às complicações que, porventura, possam …


Exclusivo
Tribuna Livre

Aumento de testamentos e gestão de patrimônio na pandemia

De abril a julho, o Espírito Santo registrou um aumento de 175% no número de testemunhos realizados em cartório. Os dados são do Colégio Notarial Brasileiro – Conselho Federal (CNB-CF) e mostram a …


Exclusivo
Tribuna Livre

Médico: profissão e missão

Da transformação digital às novas formas de estarmos mais perto uns dos outros, foram muitas as mudanças provocadas pela pandemia. Para os médicos, é possível dizer que tudo mudou um pouco mais. Em …


Exclusivo
Tribuna Livre

Rap da impunidade

A InSight Crime é uma fundação dedicada ao estudo da principal ameaça à segurança dos países e indivíduos da América Latina e Caribe: o crime organizado. É uma das mais prestigiadas organizações do …


Exclusivo
Tribuna Livre

Heróis na linha de frente do combate à pandemia da Covid-19

Amanhã, 18 de outubro, é o Dia do Médico, e proponho um desafio: folheie o jornal, abra um site de notícias ou ligue no seu telejornal preferido e tente não ver algum conteúdo relacionado à área …


Exclusivo
Tribuna Livre

Educação inclusiva é caminho sem volta e dever de todos

Volta e meia políticos do momento, pelos seus mais diversos motivos, surpreendentemente atacam os consagrados princípios da igualdade e não-discriminação das pessoas com deficiência. Talvez, pensando …


Exclusivo
Tribuna Livre

A importância da colaboração com a inovação no Estado

O dia 19 de outubro é considerado o Dia Nacional da Inovação, e para celebrar e reconhecer a importância do tema, o Sebrae realiza o Mês da Inovação, com uma programação de quatro semanas, incluindo …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados