search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

O hábito de estudo do seu filho
Papo de Família
Cláudio Miranda

Cláudio Miranda


O hábito de estudo do seu filho

Cláudio Miranda (Foto: A Tribuna)Cláudio Miranda (Foto: A Tribuna)

Poucas pessoas consideram que o baixo rendimento acadêmico e o insucesso escolar possam estar vinculados, também, a um problema de baixa autoestima e autoimagem negativa da criança ou adolescente.
Nesses casos, o aluno não acredita na sua capacidade de produção e no seu potencial de aprendizagem.

Um mal resultado nem sempre passa por questões de ordem cognitiva ou atencional. Ele pode estar ligado a aspectos emocionais que irão impactar na capacidade de produção desse aluno.
Fazer com que o filho estude regularmente é o desafio de muitos pais porque no hábito de estudar deposita-se a esperança de um futuro melhor.

O sucesso escolar é muito valorizado na maioria das famílias e na nossa sociedade. Quando o aluno fica abaixo da média padrão surge um constrangimento muito grande para os pais e para esse filho, podendo aparecer conflitos que desencadearão em outros problemas no âmbito comportamental.

Na maioria das crianças e adolescentes com problemas escolares e baixo rendimento que diagnostiquei, foi detectada a baixa autoestima como um importante preditor de fracasso e esquiva acadêmica. Em muitos desses alunos em terapia foram trabalhados estratégias de empoderamento e autoconfiança para elevar a sua autoestima. Após um tempo surgia o êxito escolar.

O modelo de comunicação familiar pode amenizar ou agravar o problema do filho. Por exemplo:

1 - Se ele não apresenta bom resultado, como você reage? Apenas briga e dá broncas ou procura um suporte e uma ajuda profissional para o problema dele?

2 - Se ele consegue boas notas e tem um bom rendimento, você não fala nada e, se fala, diz que não fez mais que sua obrigação.

Aspectos que normalmente impedem o seu filho de estudar regularmente e com bom aproveitamento:

1 - Sono desregulado. Dormir pouco ou muito tarde.

2 - Preguiça e desinteresse.

3 - Falta de visão de futuro. Não ter ambição em relação à vida profissional.

4 - Uso demasiado do computador e celular.

5 - Falta de pais e mães diretivos e vigilantes.

Sobre o estudo e o futuro, deve-se passar a ideia de esforço e empenho seguido de sucesso.

No ambiente da casa precisa ter um clima favorável ao estudo, sem excesso de barulhos e falações.

Evite comparações do seu filho com pessoas da família que não foram bem-sucedidas academicamente. Isso só ira agravar a sua dificuldade

Para implementar o hábito de estudar regularmente é preciso ter um local minimamente preparado para isso com os livros e objetos necessários.

É muito importante também que os pais cobrem dos filhos essa regularidade nos estudos para que desenvolva nele a rotina de ler, fazer dever de casa e revisar conteúdos ensinados nas últimas aulas.

Concluindo, ao identificar o problema de rendimento escolar do seu filho, procure ajudá-lo conversando com ele para entender melhor suas necessidades. O suporte e compreensão dos pais são fundamentais para o seu sucesso acadêmico.

Até a próxima semana.

Cláudio Miranda é terapeuta individual e familiar, psicopedagogo clínico, pós-graduado pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP


últimas dessa coluna


Papo de Família

Ansiedade em dia de prova

O dia da prova é sempre um momento gerador de ansiedade para a maioria dos alunos, mesmo para aqueles que estudaram e estão bem preparados. A prova é um grande desencadeador de estresse. Se não …


Exclusivo
Papo de Família

Ansiedade em dia de prova

O dia da prova é sempre um momento gerador de ansiedade para a maioria dos alunos, mesmo para aqueles que estudaram e estão bem preparados. A prova é um grande desencadeador de estresse. Se não …


Papo de Família

Filhos e a relação com a internet

A maior parte das famílias convive com o problema de filhos com o uso demasiado do celular e do computador para acessar jogos e redes sociais. Isso desencadeia uma série de situações negativas que …


Papo de Família

Depressão na infância e na adolescência

A depressão e a ansiedade crescem cada vez mais na infância e na adolescência, sendo muito frequente pais e professores relatarem casos de automutilação com cortes nos braços, pernas e barriga. Nos …


Papo de Família

Comunicação com os filhos

Desde que nascemos aprendemos muito por meio da comunicação e somos hoje fruto do que ouvimos em nossa infância, dos nossos pais e cuidadores. Uma palavra pode dar vida ou matar emocionalmente …


Papo de Família

“Toda mãe boa tem de ser má”

Uma vez ouvi de uma mãe durante uma consulta: “Toda mãe boa tem de ser má, se ela quer o bem do seu filho”. Num primeiro momento, eu não entendi a mensagem, mas, depois, fez sentido. Ser má é ser …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados